SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número1Atividade física, IMC e risco metabólico em adolescentes portugueses índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano

versão impressa ISSN 1415-8426versão On-line ISSN 1980-0037

Resumo

BEZERRA, Jorge et al. Mudanças na atividade física no lazer e fatores associados em adolescentes de Pernambuco, Brasil: de 2006 a 2011. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. [online]. 2016, vol.18, n.1, pp.114-126. ISSN 1980-0037.  https://doi.org/10.5007/1980-0037.2016v18n1p114.

A prática de atividades físicas no lazer (AFL) tem importante implicação na promoção da atividade física entre jovens. O presente estudo objetivou analisar variações ocorridas, de 2006 a 2011, na AFL e nos fatores associados em estudantes do ensino médio no estado de Pernambuco, Brasil. Foram comparados os resultados de dois inquéritos transversais de base escolar e abrangência estadual, realizados em 2006 (n= 4.207) e 2011 (n= 6.264), com amostras representativas de adolescentes (14 a 19 anos). Os dados foram coletados por meio de questionário. A prática de AFL foi obtida pela questão “Você realiza, regularmente, algum tipo de atividade física no seu tempo livre?”. Empregou-se a regressão de Poisson (IC de 95%) em análises bruta e ajustada estratificadas por sexo. De 2006 para 2011, houve estabilidade na proporção de adolescentes praticantes de AFL, tanto entre os rapazes (de 77,5%; IC95%: 75,5; 79,6 para 78,9%; IC95%: 77,2; 80,6), quanto entre as moças (de 51,2%; IC95%: 48,7; 53,6 para 54,0%; IC95%: 51,8; 56,2). A frequência semanal de aulas de Educação Física esteve diretamente associada à prática de AFL em moças e rapazes, tanto em 2006 quanto em 2011. Idade, estado civil, série de curso e possuir computador estiveram significativamente associados à AFL, mas com distinções entre sexos e inquéritos. Conclui-se que ocorreu variação temporal, entre 2006 e 2011, com redução ou aumento na prevalência de AFL, conforme estratificação dos subgrupos de adolescentes apresentados acima. De um modo geral, o fator aula de Educação Física se manteve associado à AFL no período investigado.

Palavras-chave : Adolescentes; Atividades de Lazer; Atividade motora; Brasil; Conduta de saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )