SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue4The prevalence of Active Play in Brazilian children and adolescents: a systematic reviewSystematic review of childhood and adolescence sedentary behavior: analysis of the Report Card Brazil 2018 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano

Print version ISSN 1415-8426On-line version ISSN 1980-0037

Abstract

FERRARI, Gerson Luis de Moraes; VICTO, Eduardo Rossato de; FERRARI, Tatiane Kosimenko  and  SOLE, Dirceu. Transporte ativo para escola de crianças e adolescentes do Brasil: uma revisão sistemática. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. [online]. 2018, vol.20, n.4, pp.406-414. ISSN 1415-8426.  https://doi.org/10.5007/1980-0037.2018v20n4p406.

O objetivo desse estudo foi descrever o uso do transporte ativo para escola (TAE) em crianças e adolescentes brasileiros em uma revisão sistemática. A revisão foi realizada no período de vevereiro à março de 2018, utilizando bases de dados da área, e pesquisas políticas e governamentais através de pesquisadores da área. As bases de dados utilizadas foram: LILACS; BIREME; SCIELO; MEDLINE e SCOPUS. A busca foi realizada em artigos publicados no período de Janeiro de 2007 à Dezembro de 2017. Os critérios de inclusão foram: artigos originais publicados em periódicos; artigos que mediram TAE; artigos que avaliaram crianças e / ou adolescentes Brasileiros com idade entre 0 e 19 anos, sem condições clínicas específicas, sem diagnósticos de doenças e não atletas. No total, 19 artigos foram selecionados para este estudo. Apenas 8 apresentaram valores de TAE conforme o sexo, sendo que meninos e meninas usaram TAE de forma semelhante, sendo 4 para cada sexo. Em relação às regiões, 11 estudos apresentaram dados das regiões do Sul, 3 estudos apresentaram dados da região Sudeste, 3 da região Nordeste e 2 estudos apresentaram dados do Brasil como um todo. As regiões Norte e Centro-Oeste não foram analisadas em nenhum dos artigos. Com base nos resultados, a prevalência de TAE para crianças e adolescentes varia de acordo com os estudos e regiões no Brasil. As autoridades devem ser incentivadas a criar sistemas de monitoramento para o TAE para apoiar o planejamento e a avaliação de políticas públicas.

Keywords : Adolescente; Brasil; Criança; Exercício; Estilo de vida sedentário.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )