SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 número1DISTRIBUIÇÃO DAS POSTURAS, DE LARVAS E DE INIMIGOS NATURAIS DE Oncideres impluviata (Germar, 1824) (Col., Cerambycidae)RELAÇÃO ENTRE A CONCENTRAÇÃO E O TEOR DE UMIDADE EM MADEIRA DE Pinus elliottii, EM VÁRIOS ÂNGULOS DE GRÃOS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

KEINERT JUNIOR, Sidon  e  ALBERTO, Mário Michaque M.. INFLUÊNCIA DE DIVERSOS TEMPOS E TEMPERATURAS DE PRENSAGEM EM COMPENSADOS FENÓLICOS DE Pinus taeda: EFEITOS SOBRE A RESISTÊNCIA DA COLAGEM AO ESFORÇO DE CISALHAMENTO. Ciênc. Florest. [online]. 1992, vol.2, n.1, pp.67-79. ISSN 1980-5098.  http://dx.doi.org/10.5902/19805098267.

O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da temperatura de aquecimento das toras, do tempo de prensagem e da temperatura de prensagem, sobre a resistência da linha de cola de compensados fenólicos de Pinus taeda. As temperaturas de aquecimento usadas foram de 20°C, 40°C e 60°C. Os tempos de prensagem entre 6 e 9 minutos. As temperaturas de prensagem 135°C, 145°C e 155°C. O experimento foi completamente casualizado com o arranjo fatorial dos tratamentos. A temperatura de aquecimento afetou os valores de resistência ao cisalhamento, sendo a melhor temperatura a de 60°C. Das combinações entre dois fatores, verificou-se de que a combinação da temperatura de prensagem de 145°C e um tempo de prensagem de 9 minutos foram os melhores. Compensados com altas propriedades de resistência foram obtidas com lâminas desenroladoras a 60°C e prensadas a 145°C durante 9 minutos.

Palavras-chave : Pinus taeda; ciclo de prensa; linha de cola.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )