SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número2SORTIMENTOS DE Pinus elliottii Engelm PARA A REGIÃO DA SERRA DO SUDESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - BRASILVARIAÇÃO AXIAL DA DENSIDADE BÁSICA DA MADEIRA DE Acacia mangium WILLD AOS SETE ANOS DE IDADE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

SANT'ANNA, Cleverson de Mello  e  MALINOVSKI, Jorge Roberto. AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA NO TRABALHO DE OPERADORES DE MOTOSSERRA NO CORTE DE EUCALIPTO EM REGIÃO MONTANHOSA. Ciênc. Florest. [online]. 1999, vol.9, n.2, pp.75-84. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/19805098385.

Este trabalho teve como objetivo geral proceder a avaliação da segurança no trabalho de operadores de motosserra no corte de eucalipto em áreas montanhosas. A coleta de dados foi efetuada em uma empresa florestal na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, nos Municípios de Marliéria e Córrego Novo, no período de outubro de 1995 a fevereiro de 1996. A área estudada está inserida na região bioclimática número 5 do Estado de Minas Gerais cujo clima é classificado como subtropical úmido-subúmido, com temperatura média anual variando de 20 a 23 oC, precipitação média anual variando de 1.100 a 1.400 mm e altitude de 200 a 900 m, em relevo que varia de suave ondulado a montanhoso. Foram estudados os aspectos de segurança no trabalho e acidentes de uma amostra de 29 operadores de motosserra, ou seja, 45,13 % do total de operadores de motosserra da Empresa, que atuam em regiões de relevo montanhoso. A produtividade individual variou de 7,98 a 13,08 m3/dia. A derrubada foi atividade na qual ocorreu o maior número de acidentes entre os operadores de motosserra. As partes do corpo mais atingidas foram os membros inferiores (pernas e pés) com 37,4% das ocorrências. A falta de atenção por parte do operador foi apontada como a principal causa de acidentes no corte florestal, por 35,0% dos operadores de motosserra. As causas humanas, somadas, representaram a opinião de 72,5% dos operadores de motosserra.

Palavras-chave : Segurança no trabalho; ergonomia; motosserra.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )