SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2AVALIAÇÃO DE SAUVEIROS EXTERNOS EM EUCALIPTAIS DE MINAS GERAISPROPOSTA DE PROTOCOLO PARA EXTRAÇÃO DE DNA DE JABUTICABEIRA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

PEZZUTTI, Raúl Vicente  e  CALDATO, Silvana Lucia. SOBREVIVÊNCIA E CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE Pinus taeda L. COM DIFERENTES DIÂMETROS DO COLO. Ciênc. Florest. [online]. 2011, vol.21, n.2, pp.355-362. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/198050983240.

Com o objetivo de avaliar a sobrevivência e o crescimento de mudas de Pinus taeda produzidas em recipientes e em raiz nua com diferentes diâmetros do colo (DC) inicial, foram estabelecidos dois experimentos em solo de drenagem deficiente localizados na província de Corrientes, Argentina. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos completos ao acaso, com três repetições por tratamento, sendo cada unidade experimental composta por 64 plantas e bordadura perimetral dupla. Os tratamentos avaliados, no experimento 1, foram mudas de recipientes com DC de 1,6 mm; 2 mm; 3 mm e 4 mm, e no experimento 2, foram mudas de raiz nua com DC de 3 mm; 4 mm; 5 mm e 6 mm. Aos 4 anos de idade, as mudas de recipientes não apresentaram diferenças significativas em sobrevivência e crescimento; enquanto que nas mudas de raiz nua, a sobrevivência foi maior nos tratamentos de 4 e 5 mm não se encontrando diferença significativa em crescimento entre os tratamentos. Para os dois tipos de produção de mudas, o diâmetro do colo não teve influência significativa no crescimento a campo.

Palavras-chave : desenvolvimento; qualidade de muda; parâmetros morfológicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )