SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2ROOT HYDRAULIC CONDUCTIVITY AND PHOTOSYNTHETIC CAPACITY OF EUCALYPT CLONAL CUTTINGS WITH ROOT MALFORMATION INDUCTIONSMONODOMINANCE CHARACTERIZATION OF AROEIRA ( Myracrodruon urundeuva Fr. All.) IN THE CITY OF TUMIRITINGA, MINAS GERAIS STATE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Florestal

Print version ISSN 0103-9954On-line version ISSN 1980-5098

Abstract

PIVETA, Graziela et al. QUALIDADE SANITÁRIA E FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE AROEIRA-PRETA ( Lithraea molleoides ) SUBMETIDAS A MÉTODOS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA. Ciênc. Florest. [online]. 2014, vol.24, n.2, pp.289-297. ISSN 0103-9954.  https://doi.org/10.5902/1980509814567.

O presente estudo teve como objetivo avaliar a qualidade fisiológica e sanitária de sementes de Lithraea molleoides (Vell.) Engl. comparando diferentes métodos de superação da dormência. Os métodos de superação da dormência utilizados foram: escarificação ácida por 10, 15, 20 e 25 minutos; imersão em água quente, com temperatura de 70, 80 e 90°C, até resfriar por 24 horas, imersão em ácido giberélico (GA3) na concentração de 250 e 500 mg.L-1, por 24 e 48 horas; e imersão em nitrato de potássio (KNO3) por 24 e 48 horas. Foram realizadas avaliações de sanidade, germinação e comprimento médio de plântulas. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes por tratamento. Os dados em percentagem foram transformados segundo arco sen√x/100 e submetidos à análise de variância. A comparação das médias foi realizada através do teste de Tukey a 5 % de significância. Foi realizada análise de correlação simples entre sementes mortas do teste de germinação e os diferentes fungos identificados no teste de sanidade. No teste de sanidade, foram identificados com maior incidência os fungos Rhizoctonia spp., Penicillium spp., Aspergillus spp., Alternaria spp., Chaetomium spp., Epicoccum spp. De uma maneira geral, a utilização da água quente controlou a incidência dos diferentes fungos e a utilização do ácido giberélico proporcionou um aumento da incidência dos diferentes patógenos. A maior porcentagem de germinação foi observada quando se utilizou escarificação ácida por 20 minutos, imersão em água quente a 70°C, GA3 (250 mg L-1 por 48 horas) e KNO3 por 48 horas.

Keywords : espécie florestal; germinação; fungos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )