SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2INITIAL GROWTHAND QUALITY OF Pterogyne nitens Tull. SEEDLING UNDER ARTIFICIAL SHADING GRADIENTFLORISTIC AND STRUCTURAL CHARACTERIZATION OF GALLERY FOREST FRAGMENTS OF UPPER ARAGUAIA RIVER BASIN author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Florestal

Print version ISSN 0103-9954On-line version ISSN 1980-5098

Abstract

FERREIRA, Bárbara Guerreira Alpande et al. Psychotria nuda (Cham. & Schltdl.) Wawra: ENRAIZAMENTO DE MATRIZES EM DIFERENTES FENOFASES E AMBIENTES. Ciênc. Florest. [online]. 2014, vol.24, n.2, pp.367-378. ISSN 0103-9954.  https://doi.org/10.5902/1980509814574.

Psychotria nuda (Cham. & Schltdl.) Wawra (Rubiaceae) é uma espécie nativa da Floresta Ombrófila Densa, restrita às florestas de baixa altitude, com ocorrência nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Possui potencial ornamental, devido à presença de flores amarelas, cálice vermelho e frutos cor anis, e farmacêutico, visto que vários alcaloides já foram isolados, demonstrando diversidade estrutural de compostos ativos. O presente trabalho teve como objetivo verificar o efeito de diferentes ambientes de coleta e da fenofase em que se encontravam as plantas matrizes de Psychotria nuda no enraizamento de estacas caulinares, além de verificar a correlação entre as variáveis porcentagem de estacas enraizadas, número de raízes por estaca e comprimento médio das três maiores raízes por estaca (cm) com a permanência de duas meias folhas e formação de calos. Entende-se por fenofases, as épocas com características fenológicas distintas em que se encontravam as plantas matrizes. Nas duas fenofases estudadas (Fenofases 1 e 2), brotações de copa foram coletadas em Antonina-PR em dois ambientes distintos (planície e encosta) da Floresta Ombrófila Densa. Estacas foram confeccionadas com 10-13 cm de comprimento e duas folhas reduzidas à metade. Após 60 dias em casa de vegetação, foram avaliadas a porcentagem de estacas enraizadas, com calos, vivas, mortas, número de raízes/estaca e comprimento das três maiores raízes/estaca. Os ambientes de coleta e as fenofases influenciaram na porcentagem de enraizamento, onde a fenofase 1 e o ambiente encosta foram as condições que apresentaram o melhor enraizamento (90%). A manutenção das folhas nas estacas durante o período de enraizamento, na maioria das situações, favoreceu a formação de raízes adventícias, e a formação antecipada de calos favoreceu o enraizamento na fenofase 2. Já na fenofase 1, a formação de raízes adventícias foi independente da formação de calos.

Keywords : grandiúva-d'anta; estaquia; fenologia.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )