SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2Psychotria nuda (Cham. & Schltdl.) Wawra: ROOTING OF STOCK PLANTS IN DIFFERENT PHENOPHASES AND ENVIRONMENTSEFFECTS OF PRE-GERMINATION TREATMENTS AND STORAGE ON GERMINATION OF Astronium fraxinifolium SCHOTT (ANACARDIACEAE) DIASPORES author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Florestal

Print version ISSN 0103-9954On-line version ISSN 1980-5098

Abstract

CABACINHA, Christian Dias  and  FONTES, Marco Aurélio Leite. CARACTERIZAÇÃO FLORÍSTICA E ESTRUTURAL DE FRAGMENTOS DE MATAS DE GALERIA DA BACIA DO ALTO ARAGUAIA. Ciênc. Florest. [online]. 2014, vol.24, n.2, pp.379-390. ISSN 0103-9954.  https://doi.org/10.5902/1980509814575.

As florestas da bacia do alto Araguaia estão diariamente expostas a vários agentes de degradação devido à intensa prática de agricultura nessa região. Vinte e dois fragmentos (de 10 a 169 ha) foram inventariados pelo método de quadrantes centrados, com o objetivo de caracterizar a estrutura da vegetação e criar um banco de dados de informações voltado para programas de restauração florestal na região. Foram amostradas 109 espécies pertencentes a 78 gêneros e 42 famílias. Dessas, 73,4% apresentaram padrão de dispersão zoocórica e 69,7% foram classificadas como de estádios iniciais de sucessão (53,2% secundárias iniciais e 16,5% pioneiras). O índice de Shannon foi 3,86 nats.ind-1 e o de equabilidade de Pielou foi 0,82. As estimativas da densidade e área basal, considerando todos os fragmentos, foram de 1.351 árvores.ha-1 e 19,28 m2.ha-1, respectivamente. As áreas apresentaram uma menor riqueza (quando comparadas a matas de galerias mais conservadas), heterogeneidade nos índices de diversidade e equabilidade, tamanho reduzido das árvores e consequente baixa área basal, elevado número de espécies características de estádios intermediários de sucessão ecológica e colonização de espécies de cerrado e cerradão em áreas mais antropizadas, alterando a paisagem original. Tal situação, somada à importância dessas áreas para a conservação da biodiversidade e de serviços ecológicos (principalmente relativos à água), exige ações de proteção e manejo conservacionista que aproveitem o grande potencial regenerativo da área, dado pela existência de um grande número de espécies secundárias iniciais e predomínio das espécies zoocóricas.

Keywords : mata de galeria; fitossociologia; conservação; cerrado brasileiro.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )