SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2FLORISTIC AND STRUCTURAL CHARACTERIZATION OF GALLERY FOREST FRAGMENTS OF UPPER ARAGUAIA RIVER BASINSHRUBBY TREE COMPONENT OF RIPARIAN CORRIDORS IN RESTORATION AND NATURAL REMAINING AREAS OF MATRIX FORESTRY, RIO NEGRINHO, SC STATE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Florestal

Print version ISSN 0103-9954On-line version ISSN 1980-5098

Abstract

BRAGA, Lílian de Lima; RODRIGUES, Priscyla Maria Silva; NUNES, Yule Roberta Ferreira  and  VELOSO, Maria das Dores Magalhães. EFEITOS DE TRATAMENTOS PRÉ-GERMINATIVOS E DO ARMAZENAMENTO NA GERMINAÇÃO DE DIÁSPOROS DE Astronium fraxinifolium SCHOTT (ANACARDIACEAE). Ciênc. Florest. [online]. 2014, vol.24, n.2, pp.391-399. ISSN 0103-9954.  https://doi.org/10.5902/1980509814577.

Este trabalho teve como objetivo avaliar a germinação e a capacidade de armazenamento de diásporos de Astronium fraxinifolium. Para o experimento de germinação, utilizaram-se seis tratamentos pré-germinativos: tratamento controle (diásporos intactos); diásporos imersos em água a temperatura ambiente (25º C) por 5 min.; diásporos imersos em água a 70° C por 5 min.; diásporos imersos em água a 100° C por 5 min.; diásporos imersos em solução de hipoclorito de sódio (1:1000) por 2 min.; e diásporos escarificados mecanicamente, com lixa nº 80. Para determinar a capacidade de armazenamento, foram testados dois diferentes tipos de embalagem (saco de papel permeável e vidro transparente) e duas condições ambientais (câmara fria e condições de laboratório). Foram realizados testes de germinação antes do armazenamento (tempo zero) e após 60, 120, 180, 240, 300 e 360 dias de armazenamento. Os efeitos dos diferentes tratamentos pré-germinativos e das condições de armazenamento na germinação dos diásporos foram avaliados por meio da ANOVA, seguida do teste de Tukey. Em relação aos tratamentos pré-germinativos, foram observadas altas taxas de germinação nos tratamentos com imersão em hipoclorito (98,0 ± 4,22%), controle (97,0 ± 4,83%), imersão em água destilada a temperatura ambiente (96,0 ± 6,99%) e imersão em água aquecida a 70ºC (83,0 ± 29,08%). Dessa forma, os diásporos de Astronium fraxinifolium não apresentaram dormência. No armazenamento, os diásporos permaneceram viáveis durante todo o período de estudo, apresentando altas porcentagens de germinação, com exceção do tratamento em saco de papel acondicionado em câmara fria, que perdeu a viabilidade no oitavo mês de armazenamento, não sendo, portanto, um método de armazenamento recomendado para esta espécie.

Keywords : propagação vegetal; dormência tegumentar; vigor; viabilidade; armazenamento.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )