SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número4USO DE BIORREATORES DE IMERSÃO CONTINUA, TEMPORÁRIA E MEIO DE CULTURA SEMISSÓLIDO NA PRODUÇÃO DE CLONES DE Eucalyptus camaldulensisMODELOS DE AFILAMENTO PARA Pinus taeda L. BASEADOS EM PONTOS DE MUDANÇA DE FORMA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

PEZZUTTI, Raul Vicente; FLEIG, Frederico Dimas; FINGER, Cesar Augusto Guimaraes  e  SCHNEIDER, Paulo Renato. ESTUDO E MODELAGEM DO CRESCIMENTO EM DIÂMETRO DE POVOAMENTOS DE Pinus taeda L. SUBMETIDOS A PODAS E DESBASTES NA ARGENTINA. Ciênc. Florest. [online]. 2016, vol.26, n.4, pp.1225-1237. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/1980509825113.

A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de estudar e modelar o efeito dos desbastes pré-comerciais e das podas no crescimento diamétrico, em um povoamento de Pinus taeda L. de 15 anos de idade, no Nordeste da Argentina. O estudo localizou-se em solo vermelho argiloso profundo com um delineamento sistemático de faixas para intensidades de desbastes e subfaixas para intensidades de podas. Os tratamentos de desbaste, realizados aos 3 anos de idade, foram: 1666 (sem desbaste); 833; 416 e 208 árvores ha-1. As podas foram realizadas a partir dos 3 anos e com frequência anual por 2, 3 ou 4 anos consecutivos, com remoção de 30, 50 e 70% da copa viva, respectivamente. O modelo geral obtido por regressão linear permitiu estimar o diâmetro da árvore de área basal média (dg) em função da idade com boa precisão (desvio médio absoluto em percentagem igual a 5.71), sendo as variáveis: árvores remanescentes, copa remanescente e número de podas consideradas nos modelos estimadores dos coeficientes da função geral. Aos 15 anos de idade, os diâmetros variaram entre 25.6 e 41.5 cm, para as densidades de 1666 e 208 árvores ha-1, respectivamente, sem poda. O crescimento do dg foi afetado negativamente pelas podas e positivamente pelos desbastes.

Palavras-chave : regimes de manejo; desrama; tratamentos silviculturais..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )