SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número4PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DA MADEIRA DE Eucalyptus benthamii SOB EFEITO DO ESPAÇAMENTO DE PLANTIOPARÂMETROS FISIOLÓGICOS DE MUDAS DE Albizia niopoides PRODUZIDAS EM DIFERENTES COMPOSIÇÕES DE SUBSTRATO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

TREVISAN, Rômulo et al. DIMENSÕES DAS FIBRAS E SUA RELAÇÃO COM A IDADE DE TRANSIÇÃO ENTRE LENHO JUVENIL E ADULTO DE Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden. Ciênc. Florest. [online]. 2017, vol.27, n.4, pp.1385-1393. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/1980509830220.

Este estudo teve como objetivo avaliar as dimensões das fibras e a idade de transição entre lenho juvenil e adulto da madeira de Eucalyptus grandis. Para tanto, foram amostradas, com base no diâmetro dominante de Assmann, quatro árvores de um povoamento experimental situado próximo ao litoral do Rio Grande do Sul com 18 anos de idade. Após o abate, no disco correspondente à região do DAP (diâmetro à altura do peito) foram marcadas e seccionadas baguetas centrais das quais se confeccionaram fragmentos selecionados em intervalos regulares, no sentido medula-casca, para maceração e, posteriormente, determinação do comprimento, do diâmetro total, do diâmetro do lume e da espessura da parede das fibras com auxílio de um microscópio ótico com ocular graduada. A segregação dos dois tipos de lenho foi determinada pela variação radial do comprimento das fibras utilizando regressões lineares múltiplas e simples; e a idade de transição por meio de regressões lineares simples. Os menores valores referentes às dimensões de comprimento, de diâmetro total e da espessura da parede das fibras foram observados próximo à medula, com tendência crescente em direção à casca, sugerindo a existência de diferenças entre os lenhos próximo da medula e da casca. Entretanto, esse padrão não foi observado para o diâmetro do lume das fibras o qual evidenciou um aumento até a posição central do raio seguido de diminuição até a porção mais externa. A zona de transição entre lenho juvenil e adulto foi estabelecida entre as idades de 4,2 e 4,7 até 8,1 e 9,1 anos, sendo denominada de faixa de lenho juvenil aquela correspondente até 4,2 e 4,7 anos; e de lenho adulto superior a 8,1 e 9,1 anos. Já a transição entre o lenho juvenil e adulto ocorreu a 10 cm da medula, ou seja, na idade de, aproximadamente, 6,1 anos. A definição da idade em que ocorre a transição entre os lenhos juvenil e adulto facilita os processos de transformação da madeira uma vez que a porção juvenil constitui um obstáculo à viabilização do seu uso industrial.

Palavras-chave : elementos anatômicos; segregação dos lenhos; qualidade da madeira.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )