SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número3CARACTERÍSTICAS MORFOFISIOLÓGICAS FOLIARES E ESTADO NUTRICIONAL DE SEIS ESPÉCIES LENHOSAS EM FUNÇÃO DA DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SOLOCARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA, GERMINAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE Triplaris brasiliana CHAM. (POLYGONACEAE) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

TEIXEIRA, Lucimara et al. FRAGMENTAÇÃO DA PAISAGEM NO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA PAULISTA-SP. Ciênc. Florest. [online]. 2018, vol.28, n.3, pp.937-948. ISSN 0103-9954.  http://dx.doi.org/10.5902/1980509833360.

A fragmentação e a destruição de habitat são atualmente as maiores causas da redução da biodiversidade. Uma das estratégias de conservação de habitat é a criação de corredores ecológicos que são áreas de conectividade entre fragmentos isolados. Este estudo foi realizado no município de Bragança Paulista, inserido no domínio da Mata Atlântica, região de abrangência do Corredor Mantiqueira na Área de Proteção Ambiental (APA) Piracicaba-Juqueri-Mirim. Os objetivos deste trabalho foram: i - avaliar o isolamento dos remanescentes florestais nativos com base nos parâmetros de paisagem definidos como tamanho, forma, área interior e conectividade; e, ii - identificar áreas potenciais para formação de corredores ecológicos na região de estudo. A metodologia aplicada foi baseada em técnicas de geoprocessamento, em um Sistema de Informações Geográficas e a base de dados utilizada foi composta pelo Inventário Florestal do Estado de São Paulo do Instituto Florestal; cartas topográficas do IBGE, em escala 1:50.000, associada a um plano de informação constituído pelos limites municipais do Instituto Geográfico e Cartográfico do Estado de São Paulo, toda a base em formato vetorial. Os resultados indicaram que a grande maioria dos fragmentos é pequeno, com forma alongada, com baixo índice de área interior e baixa conectividade, o que torna a paisagem de Bragança Paulista e seu entorno bastante fragmentados. Entretanto, vale destacar que esta região ainda contém importantes remanescentes florestais, tanto quando se considera a área de alguns fragmentos, como a conectividade entre eles. Os corredores ecológicos identificados na área de estudo, denominados Corredor Jaguari e Corredor Baronesa-Iguatemi, incluem 74% de toda a cobertura florestal estudada e, se implantados em Bragança Paulista, poderão contribuir para a formação de um cinturão verde no município com a função de proteção dos recursos hídricos do rio Jaguari e para a manutenção da biodiversidade local e regional.

Palavras-chave : ecologia da paisagem; Mata Atlântica; fragmentos florestais; geoprocessamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )