SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Environmental hereterogeneity and structure of wood vegetation in three sites of Cerrado sensu stricto in southwestern of Goiás state, BrazilEvaluation of conflict of land use in the Lamarão river watershed, Federal District author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Florestal

Print version ISSN 0103-9954On-line version ISSN 1980-5098

Abstract

MEDEIROS, Maria Luiza Souza; DEMARTELAERE, Andréa Celina Ferreira; PEREIRA, Márcio Dias  and  PADUA, Guilherme Vinicius Gonçalves de. Adequação do teste de lixiviação de potássio em sementes de Moringa oleifera. Ciênc. Florest. [online]. 2019, vol.29, n.2, pp.941-949.  Epub Sep 30, 2019. ISSN 0103-9954.  http://dx.doi.org/10.5902/1980509832534.

Os métodos que possibilitam a rápida avaliação do vigor são de grande interesse no controle de qualidade em empresas produtoras de sementes, visto que o teste de lixiviação de potássio tem se mostrado uma ferramenta eficiente na avaliação de lote de sementes, como da espécie Moringa oleifera, a qual apresenta alto potencial nos diferentes subprodutos da planta, podendo ser empregado na agricultura e indústria farmacêutica. O objetivo do trabalho foi adequar a metodologia do teste de lixiviação de potássio em sementes de moringa. Os experimentos foram realizados em laboratório e em casa de vegetação, utilizando-se quatro lotes de sementes, submetidos aos testes de germinação, emergência de plântula, comprimento total e massa seca de plântulas além do teste de frio, para a caracterização fisiológica, e do teste de lixiviação de potássio. Este último foi realizado com amostras de 25 e 50 sementes, colocadas em copos plásticos contendo 70 e 100 mL de água destilada a 25 °C por períodos de 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas. O delineamento empregado foi inteiramente casualizado com quatro repetições por tratamento. Pode-se afirmar que, em todas as avaliações realizadas, apenas um lote se destacou em relação aos demais, pois, apresentou menor quantidade de lixiviados de potássio e maior potencial fisiológico em condições de laboratório e em campo. Os testes de emergência e de frio e as combinações de amostras de 50 sementes e os volumes 70 mL de água destilada por 1, 5 e 6 horas, 50 sementes em volumes de 100 de água destilada por 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas de embebição, foi a metodologia do teste de lixiviação de potássio mais adequado para classificar lotes de sementes de Moringa oleifera em função de sua qualidade fisiológica.

Keywords : Moringa; Extração de íons; Vigor.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )