SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue1Neuropathological findings in entorhinal cortex of subjects aged 50 years or older and their correlation with dementia in a sample from Southern BrazilBells Test: Are there differences in performance between adult groups aged 40-59 and 60-75? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Dementia & Neuropsychologia

Print version ISSN 1980-5764On-line version ISSN 1980-5764

Abstract

GONDIM, Andréa Silva et al. Prevalência e fatores associados ao comprometimento cognitivo funcional em idosos residentes na comunidade brasileira. Dement. neuropsychol. [online]. 2017, vol.11, n.1, pp.32-39. ISSN 1980-5764.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-57642016dn11-010006.

A identificação da prevalência de déficit cognitivo, e fatores associados, é importante, dadas as implicações significativas para as políticas públicas e planejamento em saúde. Objetivo: Determinar a prevalência de CCF e fatores associados em idosos de uma área urbana brasileira. Métodos: Estudo transversal envolvendo 461 idosos residentes em uma área urbana de Fortaleza, Ceará. Foi aplicado um questionário socioeconômico e de saúde e realizou-se avaliação cognitiva através de três testes de rastreio: Miniexame do Estado Mental (MEEM), FV (Fluência Verbal) e TR (Teste do Relógio). A avaliação da capacidade funcional foi feita por um questionário de 21 atividades da vida diária. Comprometimento cognitivo foi definido pelo comprometimento no MEEM ajustado para escolaridade. Comprometimento funcional foi definido pela incapacidade para mais de 4 AVDs. Resultados: A prevalência de CCF foi de 13,64% (IC 95%: 10,33-16,64%). CCF foi proporcionalmente associado à idade: razão de chances (RC) 2,24 (IC95%: 1,04-4,79) para 70 a 79 anos e RC 8,27 (IC 95%: 4,27-16,4) para 80 a 100 anos. CCF apresentou associação significante com doenças autorreferidas: hipertensão arterial sistêmica apresentou RC 2,06 (IC 95%: 1,17-3,65), acidente vascular cerebral de 2,88 (IC 95%: 1,66-5,00) e infarto agudo do miocárdio de 2,94(IC 95%: 1,59-5,42). A ocorrência de CCF correlacionou-se com maior número de medicamentos usados. Conclusão: O CCF é condição comum entre os idosos no Brasil e sua ocorrência está associada à idade, ao número de fármacos utilizados e às morbidades vasculares.

Keywords : envelhecimento; epidemiologia; prevalência; idoso; demência.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )