SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número1Teste dos sinos: Há diferenças no desempenho entre grupos de adultos de 40 a 59 anos e 60 a 70 anos?Desempenho em testes cognitivos, atividades instrumentais diárias e sintomas depressivos em uma comunidade de adultos idosos na cidade do Rio de Janeiro, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Dementia & Neuropsychologia

versão impressa ISSN 1980-5764versão On-line ISSN 1980-5764

Resumo

YASSUDA, Mônica Sanches et al. Dados normativos para a Bateria Breve de Rastreio Cognitivo: normas segundo idade e escolaridade. Dement. neuropsychol. [online]. 2017, vol.11, n.1, pp.48-53. ISSN 1980-5764.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-57642016dn11-010008.

Introdução:

O diagnóstico de transtornos neurocognitivos é desafiador na presença de baixa escolaridade.

Objetivo:

Relatar dados normativos para a Bateria Breve de Rastreio Cognitivo (BBRC) e avaliar a associação da idade e da escolaridade com o desempenho na BBRC, em 240 idosos residentes na comunidade em Ermelino Matarazzo, município de São Paulo.

Métodos:

Os critérios de inclusão foram pontuação acima de pontos de corte ajustados para escolaridade no Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e abaixo de seis pontos na Escala de Depressão Geriátrica (EDG) .

Resultados:

A idade esteve associada aos subtestes Nomeação, Memória Incidental, Fluência Verbal, Teste do Desenho do Relógio, Memória Tardia e Reconhecimento. A escolaridade associou-se à Nomeação e Reconhecimento, Fluência Verbal e Teste do Desenho do Relógio.

Conclusão:

As normas reportadas são relevantes para o diagnóstico de transtornos neurocognitivos em idosos com baixa escolaridade.

Palavras-chave : idoso; cognição; bateria neuropsiquiátrica; dados sociodemográficos; dados normativos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )