SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Verbal fluency in elderly with and without hypertension and diabetes from the FIBRA study in Ermelino MatarazzoCognitive performance in patients with Mild Cognitive Impairment and Alzheimer's disease with white matter hyperintensities: An exploratory analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Dementia & Neuropsychologia

Print version ISSN 1980-5764On-line version ISSN 1980-5764

Abstract

RADANOVIC, Márcia et al. AUMENTO DOS NÍVEIS DE CSF DE TAU TOTAL EM PACIENTES COM PATOLOGIA SUBCUTÂNEA CEREBROVASCULAR E COMPROMETIMENTO COGNITIVO. Dement. neuropsychol. [online]. 2017, vol.11, n.4, pp.419-425. ISSN 1980-5764.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-57642016dn11-040012.

O comprometimento cognitivo inclui alterações leves da cognição e demência, como doença de Alzheimer (DA) e patologias vasculares associadas.

Objetivo:

Investigar o perfil de biomarcadores da DA no líquor e doença cerebrovascular concomitante em idosos com e sem alterações cognitivas.

Métodos:

Foram incluídos 78 sujeitos de um ambulatório de psicogeriatria. Efetuaram-se os diagnósticos com base em dados clínicos, neuropsicológicos, laboratoriais e neuroimagem. Os participantes foram classificados em: cognitivamente normais (controles, n = 30), comprometimento cognitivo leve (CCL, n = 34) e demência (DA, n = 14). Todos foram submetidos ao exame liquórico para determinação de β-amiloide (Aβ1-42), tau total (t-tau), tau fosforilada (p-tau) e razão Aβ1-42/p-tau, segundo o método de Luminex. RM foi efetuada em todos os indivíduos. Dois especialistas independentes avaliaram as imagens segundo a escala de Fazekas. As análises estatísticas basearam-se em modelo linear geral e teste qui-quadrado.

Resultados:

T-tau foi significantemente associada ao padrão de lesão subcortical quando o grau de Fazekas foi considerado como fator grupal. Não houve associação entre biomarcadores e diagnóstico clínico de CCL, DA e grupo controle, considerados individualmente. Observou-se uma tendência de redução de Aβ1-42 concomitante com elevação dos escores de Fazekas, sem correlação significante. Comparações entre Aβ1-42 e tau e diagnóstico clínico ou neuroimagem não foram significantes. Os resultados de Fazekas não influenciaram os escores do CAMCOG.

Conclusão:

Como principal resultado, observou-se associação significante entre os níveis de t-tau e lesões subcorticais quando as classificações de Fazekas foram incluídas em um único grupo. As comparações dos subgrupos de Fazekas e biomarcadores liquóricos não foram significantes.

Keywords : comprometimento cognitivo vascular; lesões vasculares subcorticais; biomarcadores liquóricos; β-amiloide; proteína tau.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )