SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número4Profile changes in premolar extractionA comparative study of the physical properties of conventional and Grander-modified adhesive systems índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Odonto Ciência

versión On-line ISSN 1980-6523

Resumen

ABILIO, Gisely Maria Freire et al. Cariogenicidade de bebidas de soja originais e acrescidas de sucos de fruta. Rev. odonto ciênc. [online]. 2011, vol.26, n.4, pp. 310-314. ISSN 1980-6523.  http://dx.doi.org/10.1590/S1980-65232011000400006.

OBJETIVO: Avaliar o potencial cariogênico de bebidas à base de soja disponíveis no mercado brasileiro. METODOLOGIA: Três bebidas de soja de diferentes marcas comerciais (Ades®, Mais Vita® e Sollys®) e sabores (original, abacaxi, laranja e uva) foram analisadas. Verificaram-se os Teores de Sólidos Solúveis Totais (TSST) e de Açúcares Redutores (AR), Não-redutores (ANR) e Totais (AT). As análises foram realizadas em triplicata e os dados submetidos à Análise de Variância (ANOVA), com erro α de 0,05. RESULTADOS: Os valores TSST variaram de 8,25 a 15,00 ºBrix para todas as amostras, não havendo diferenças entre as bebidas originais e as acrescidas de sucos de fruta. Não foram detectados AR nas amostras de bebidas originais. Quanto às formulações contendo sucos de fruta, o Mais Vita® uva apresentou os mais altos níveis de AR (P<0,05). Quanto à ANR e AT, Ades® e Mais Vita® Originais revelaram teores significantemente menores que as bebidas acrescidas de sucos de fruta (P<0,05). CONCLUSÃO: Não houve diferença no TSST entre as bebidas de soja originais e as acrescidas de sucos de fruta. A maioria das formulações contendo suco de fruta apresentou teores mais altos de AT e sacarose quando comparados à respectiva bebida original, o que pode resultar em um maior potencial cariogênico do produto.

Palabras llave : Dieta; cariogênicos; sacarose; bebidas; viscosidade.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés