SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Virtual autopsy in forensic sciences and its applications in the forensic odontologyThe Tanaka-Johnston orthodontic analysis for Brazilian individuals índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Odonto Ciência

versión On-line ISSN 1980-6523

Resumen

LIMA, Emeline das Neves de Araújo et al. Transplante de medula óssea: doença enxerto versus hospedeiro e alterações orais. Rev. odonto ciênc. [online]. 2012, vol.27, n.1, pp.10-15. ISSN 1980-6523.  http://dx.doi.org/10.1590/S1980-65232012000100002.

OBJETIVO: Este estudo objetivou avaliar a prevalência de alterações orais e sua associação com a doença enxerto versus hospedeiro (DEVH) em pacientes submetidos a transplante de medula óssea (TMO). METODOLOGIA: A amostra consistiu de 51 pacientes. Por meio de questionário, foram coletados dados sobre idade, sexo, doença, tipo e tempo de transplante, origem das células e ocorrência da DEVH. Foram realizados exames clínicos extra e intraoral por profissionais especializados. RESULTADOS: DEVH sistêmica foi observada em 32,5% dos pacientes transplantados alogênicos, todos apresentando manifestações orais. Também houve uma associação estatisticamente significante entre DEVH sistêmica e manifestações orais (P<0,001). CONCLUSÃO: Diante da prevalência de alterações orais relativamente alta associada à DEVH em pacientes submetidos ao TMO, o presente estudo confirma a necessidade de se considerar a odontologia no exame, diagnóstico, tratamento e prognóstico de possíveis complicações após o transplante de medula óssea.

Palabras clave : Transplante de medula óssea; doença enxerto-hospedeiro; manifestações orais.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons