SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Virtual autopsy in forensic sciences and its applications in the forensic odontologyThe Tanaka-Johnston orthodontic analysis for Brazilian individuals índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Odonto Ciência

versión On-line ISSN 1980-6523

Resumen

LIMA, Emeline das Neves de Araújo et al. Transplante de medula óssea: doença enxerto versus hospedeiro e alterações orais. Rev. odonto ciênc. [online]. 2012, vol.27, n.1, pp. 10-15. ISSN 1980-6523.  http://dx.doi.org/10.1590/S1980-65232012000100002.

OBJETIVO: Este estudo objetivou avaliar a prevalência de alterações orais e sua associação com a doença enxerto versus hospedeiro (DEVH) em pacientes submetidos a transplante de medula óssea (TMO). METODOLOGIA: A amostra consistiu de 51 pacientes. Por meio de questionário, foram coletados dados sobre idade, sexo, doença, tipo e tempo de transplante, origem das células e ocorrência da DEVH. Foram realizados exames clínicos extra e intraoral por profissionais especializados. RESULTADOS: DEVH sistêmica foi observada em 32,5% dos pacientes transplantados alogênicos, todos apresentando manifestações orais. Também houve uma associação estatisticamente significante entre DEVH sistêmica e manifestações orais (P<0,001). CONCLUSÃO: Diante da prevalência de alterações orais relativamente alta associada à DEVH em pacientes submetidos ao TMO, o presente estudo confirma a necessidade de se considerar a odontologia no exame, diagnóstico, tratamento e prognóstico de possíveis complicações após o transplante de medula óssea.

Palabras llave : Transplante de medula óssea; doença enxerto-hospedeiro; manifestações orais.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés