SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número1Contribuições da concepção dos fenômenos complexos para o ensino dos esportes coletivosAnálise isocinética da articulação do cotovelo em crianças com paralisia cerebral índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Motriz: Revista de Educação Física

versão On-line ISSN 1980-6574

Resumo

OLIVEIRA, Nilma Kelly Ribeiro de et al. Estágios de mudança de comportamento para a atividade física em adolescentes. Motriz: rev. educ. fis. [online]. 2012, vol.18, n.1, pp.42-54. ISSN 1980-6574.  https://doi.org/10.1590/S1980-65742012000100005.

O objetivo do estudo foi identificar e descrever fatores associados à distribuição em relação aos estágios de mudança de comportamento para prática de atividade física (EMCAF) em adolescentes. Trata-se de um estudo transversal desenvolvido mediante análise de dados de 4.207 adolescentes (14-19 anos), estudantes da rede pública estadual de ensino médio do estado de Pernambuco, selecionados em processo amostral por conglomerados em dois estágios. Dados foram coletados mediante uso de questionário previamente testado (GSHS-WHO), adotando-se a seguinte classificação para os EMCAF: (1) manutenção, sujeito fisicamente ativo há mais de 6 meses; (2) ação, sujeito fisicamente ativo há menos de 6 meses; (3) preparação, sujeito não é, mas pretende se tornar fisicamente ativo nos próximos 30 dias; (4) contemplação, sujeito não é, mas pretende se tornar fisicamente ativo nos próximos 6 meses; e (5) pré-contemplação, sujeito não é e não pretende se tornar fisicamente ativo nos próximos 6 meses. Análises de regressão logística ordinal foram empregadas para identificar fatores associados ao EMCAF. Verificou-se que 31,1 e 16,4% dos sujeitos, respectivamente, encontravam-se nos estágios de manutenção e ação. Os rapazes de 14-16 anos e, independente do sexo, os adolescentes que trabalhavam e residiam na região litorânea do estado tinham maiores chances de referir que se encontravam nos estágios de ação e manutenção. Idade para os adolescentes do sexo masculino e trabalho e região de residência para os adolescentes de ambos os sexos foram identificados como fatores associados aos EMCAF.

Palavras-chave : Adolescente; Atividade motora; Brasil; Conduta de saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons