SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número1Comparação entre metodologias de amostragem de água para quantificação de variáveis limnológicas em ambiente lóticoMonitoramento da água de poços como estratégia de avaliação sanitária em Comunidade Rural na Cidade de São Luís, MA, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ambiente & Água

versão On-line ISSN 1980-993X

Resumo

LEAL, Mariana Santos; TONELLO, Kelly Cristina; DIAS, Herly Carlos Teixeira  e  MINGOTI, Rafael. Caracterização hidroambiental de nascentes. Rev. Ambient. Água [online]. 2017, vol.12, n.1, pp.146-155. ISSN 1980-993X.  https://doi.org/10.4136/ambi-agua.1909.

As nascentes consistem em um afloramento do lençol freático que dão origem aos fluxos d’água. Essas águas passam a formar a rede de drenagem. Os impactos ambientais negativos, provocados em qualquer porção da bacia podem interferir na quantidade e qualidade da água e, dependendo do impacto, formas ou alternativas diferentes de manejo deverão ser implantadas visando à melhoria do ambiente. Este trabalho teve por objetivo a caracterização das nascentes da bacia do córrego Itanguá, Capão Bonito, SP, Brasil, quanto ao tipo e estado de conservação, assim como a identificação de impactos ambientais negativos presentes. Quanto ao tipo, as nascentes foram classificadas em pontual ou difusa, e o estado de conservação obtido por meio da avaliação macroscópica foi ranqueado em ótimo, bom, razoável, ruim e péssimo. Na bacia foram identificadas 19 nascentes e, das 15 que foram visitadas, nove foram classificadas como pontuais, enquanto que seis foram difusas. Quanto ao estado de conservação, duas foram classificadas como ótimas, 12 como boas e uma como razoável. Também a partir da avaliação macroscópica foi observado que a presença de espécies exóticas, tanto animal (Sus scrofa) como vegetal (Pinus spp.), e a ausência de vegetação nativa na área de preservação permanente foram os impactos ambientais negativos mais frequentes. A metodologia empregada se mostrou eficiente como análise qualitativa visual da situação das nascentes e como fornecedoras de informação para subsidiar ações para a conservação da água na Floresta Nacional de Capão Bonito, SP, Brasil.

Palavras-chave : avaliação macroscópica; conservação da água; Sus scrofa..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )