SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número3Característica físico-química e sensorial de geleia elaborada com polpa e suco de acerolaPropriedades de barreira à água de filmes de nanocompósitos de amido e argila índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Brazilian Journal of Food Technology

versão On-line ISSN 1981-6723

Resumo

DUTRA, André de Souza; FURTADO, Angela Aparecida Lemos; PACHECO, Sidney  e  OIANO NETO, João. Efeito do tratamento térmico na concentração de carotenóides, compostos fenólicos, ácido ascórbico e capacidade antioxidante do suco de tangerina murcote. Braz. J. Food Technol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp. 198-207.  Epub 26-Jun-2012. ISSN 1981-6723.  http://dx.doi.org/10.1590/S1981-67232012005000012.

Neste estudo, avaliou-se o efeito do tratamento térmico do suco de tangerina murcote em relação ao teor de carotenóides totais, ao perfil de carotenóides (luteína, zeaxantina, β-criptoxantina e β-caroteno), aos compostos fenólicos totais, ao ácido ascórbico e à capacidade antioxidante. No processo, utilizou-se um trocador de calor tubular, sendo avaliados 11 tratamentos seguindo um ensaio fatorial completo 22 com três repetições no ponto central, com quatro pontos axiais e uma região de observação de 88 a 100 ºC e 16 a 44 s. O teor de caratenóides totais decresceu de forma significativa em quase todos os tratamentos aplicados, se comparado ao valor encontrado para o suco in natura. A maioria dos tratamentos não reduziu de forma significativa os teores dos caratenóides luteína, zeaxantina e β-criptoxantina. Além disso, o teor de β-caroteno não sofreu alterações significativas em todos os tratamentos avaliados. A análise de variância mostrou que, para os caratenóides, não ocorreram interações significativas entre as variáveis temperatura e tempo. Os teores de ácido ascórbico e compostos fenólicos totais apresentaram reduções em seis condições avaliadas, ao passo que, em quatro, observou-se um aumento dos teores de compostos fenólicos totais, causado provavelmente pela evaporação da água presente no suco. A maior redução do teor de ácido ascórbico e o maior aumento para compostos fenólicos totais foi observado para o binômio 100 ºC/30 s. O teor de ácido ascórbico sofreu de forma significativa a influência da temperatura e esse processo de degradação pode ser descrito por meio de um modelo quadrático. Todos os tratamentos utilizados reduziram a capacidade antioxidante do suco, sendo mais intensa para o binômio 100 ºC/30 s. As variações observadas não alteraram de maneira considerável as características nutricionais do suco e os tratamentos térmicos realizados a 94 ºC por 16 a 44 s possibilitaram menores alterações e/ou maiores retenções nos compostos determinados.

Palavras-chave : Citrus; Tangerina murcote; Suco; Tratamento térmico; Capacidade antioxidante.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português