SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19Avaliação do processo produtivo de polvilho azedo em indústrias de Santa CatarinaClassificação do arroz (Orysa sativa L.) utilizado em restaurantes do município de Belo Horizonte-MG índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Food Technology

versão impressa ISSN 1516-7275versão On-line ISSN 1981-6723

Resumo

SANTOS, Mírian Aparecida Isidro et al. Efeito de diferentes métodos de extração sobre a atividade antioxidante e o perfil de compostos fenólicos da folha de mandioca. Braz. J. Food Technol. [online]. 2016, vol.19, e2015067.  Epub 28-Jul-2016. ISSN 1981-6723.  https://doi.org/10.1590/1981-6723.6715.

Folhas de mandioca (Manihot esculenta Crantz) são resíduos agroindustriais que apresentam potencial para o consumo humano, sendo fontes de proteínas, vitaminas, minerais e de substâncias antioxidantes, com destaque para os compostos fenólicos. No presente estudo, o objetivo foi identificar e quantificar os compostos fenólicos presentes em diferentes extratos da farinha de folhas de mandioca (FFM), cultivar Pão da China, e avaliar seu potencial antioxidante. A extração dos compostos fenólicos foi realizada utilizando três métodos de extração: a) refluxo com metanol/água (50:50, v/v); b) maceração com etanol/água (50:50, v/v) seguido de refluxo com acetona/água (70:30, v/v); c) maceração com metanol PA. A caracterização e quantificação foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência e a atividade antioxidante, determinada pelos métodos ABTS e β-caroteno/ácido linoleico. Foram encontrados cinco compostos fenólicos nos extratos da FFM: ácido gálico, galocatequina, catequina, ácido clorogênico e epigalocatequina, sendo a extração com metanol/água (50:50, v/v) a que revelou a presença do maior número destes compostos e o maior potencial antioxidante. Entre os fenólicos da FFM, independentemente do extrato, a catequina foi o majoritário. Pode-se inferir que a atividade antioxidante dos extratos da FFM está relacionada com a presença de compostos, pois a extração com maior teor desses compostos foi a que demonstrou maior potencial antioxidante.

Palavras-chave : Manihot esculenta Crantz; cv Pão da China; Resíduos agroindustriais; Atividade antioxidante; Catequina.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )