SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 suppl.1WORK PROCESS IN MEDICAL RESIDENCY: THE SUBORDINATION OF TEACHING AND LEARNING TO THE EXPLOITATION OF THE RESIDENT WORKFORCETHE EDUCATIONAL WORK OF COMMUNITY HEALTH WORKERS IN HOME VISITS IN TWO MUNICIPALITIES OF BRAZIL author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Trabalho, Educação e Saúde

Print version ISSN 1678-1007On-line version ISSN 1981-7746

Abstract

SCHERER, Magda Duarte dos Anjos et al. AUMENTO DAS CARGAS DE TRABALHO EM TÉCNICOS DE ENFERMAGEM NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NO BRASIL. Trab. educ. saúde [online]. 2016, vol.14, suppl.1, pp.89-104. ISSN 1678-1007.  http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sol00030.

Este artigo analisa os principais aspectos que contribuem para aumentar as cargas de trabalho de técnicos de enfermagem que atuam na atenção primária à saúde no Brasil, identifica o tipo de cargas e classifica os aspectos mais prevalentes para esse grupo ocupacional. Baseia-se em estudo multicêntrico realizado com 24 profissionais das regiões Sul, Centro-Oeste e Norte do Brasil, de 2011 a 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas. Os dados foram sistematizados no software Atlas.ti e submetidos à análise temática. Os aspectos que mais contribuem para aumentar as cargas de trabalho são a baixa remuneração mensal, falta de recursos materiais, sobrecarga de trabalho, desgaste e adoecimento, relação com o usuário, e escassez de recursos humanos, prevalecendo cargas psíquicas e fisiológicas. Adequação das condições e organização do trabalho se mostram primordiais para amenizar as cargas de trabalho no cenário da atenção primária à saúde, e para promover a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida no ambiente de trabalho dos técnicos de enfermagem.

Keywords : cargas de trabalho; saúde do trabalhador; técnico de enfermagem; atenção primária à saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )