SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue3IDEOLOGY AND DISCOURSES ABOUT WORK, EDUCATION AND HEALTH IN THE DESCRIPTORS OF THE HEALTH SCIENCESPARTICIPANTS OF ONCOLOGIC CLINICAL TRIALS: PROFILE AND ASPECTS INVOLVED IN THEIR DECISIONS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Trabalho, Educação e Saúde

Print version ISSN 1678-1007On-line version ISSN 1981-7746

Abstract

ROTTA, Ehideé Isabel Gómez La et al. ANÁLISE DO DISCURSO DA ‘SEGURANÇA’ NA ÁREA DA SAÚDE: UMA CRÍTICA AO TRABALHADOR COMO VIGILANTE DE SI. Trab. educ. saúde [online]. 2018, vol.16, n.3, pp.1361-1380.  Epub Aug 13, 2018. ISSN 1981-7746.  https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00138.

A Norma Regulamentadora NR 32 objetiva reduzir acidentes e doenças entre os trabalhadores da saúde. Filiando-nos à perspectiva da análise do discurso proposta por Michel Pêcheux, nesta pesquisa tivemos como objetivo compreender o processo de significação em torno de segurança e saúde no trabalho na NR 32 e apreender como este processo significa nas políticas públicas no Brasil. Mostramos que, embora a norma seja um meio de assegurar a segurança e a saúde ao trabalhador, sua discursividade formula a segurança como um mito fundamentado em alegações externas ao processo de regulação das condições de trabalho e alheio às exigências coletivas e culturais de produção. Nesse processo, produz-se a responsabilização do trabalhador convertido em vigilante de si próprio e responsabilizado por isso de maneira individualizada. Pudemos, finalmente, observar um efeito de sentido que indica uma conexão que, na prática, resulta em apoio econômico às empresas que produzem e/ou comercializam os dispositivos de segurança para os materiais perfurocortantes.

Keywords : norma regulamentadora NR 32; saúde do trabalhador; segurança; saúde coletiva; análise do discurso.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )