SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue1Variation of digital palpation pressure used in the clinical examination of TMJ disorders and orofacial painProfile of dentists in oral health team of a microregion of Minas Gerais, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


RGO - Revista Gaúcha de Odontologia

On-line version ISSN 1981-8637

Abstract

CAGNANI, Adriana et al. Associação entre preferência por alimentos doces e cárie dentária. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. [online]. 2014, vol.62, n.1, pp.25-29. ISSN 1981-8637.  https://doi.org/10.1590/1981-8637201400010000042667.

OBJETIVO:

Avaliar a relação entre prevalência de cárie e preferência por açúcar em escolares.

MÉTODOS:

A amostra foi de 96 escolares, de ambos os gêneros e faixa etária de 5 a 12 anos de idade, matriculados na Escola Municipal Maria Aparecida de Jesus Segura do assentamento rural II de Sumaré, São Paulo. Os critérios de inclusão foram escolares matriculados com autorização para a pesquisa do responsável, cooperativos e que não apresentavam aparelho ortodôntico fixo, dificuldade de abertura bucal ou não restrição ao consumo de açúcar. A história de cárie foi realizada por examinadores calibrados (Kappa= 0,85) segundo a Organização Mundial de Saúde. A preferência por açúcar foi verificada pelo teste Sweet Preference Inventory modificado. Cada escolar provou 5 soluções de suco de uva, cuja concentração de açúcar variou de 0 a 40g/litro. A associação entre as variáveis, os índices CPOD e ceod foram dicotomizados em CPO=0 e CPO≥1; ceod=0 e ceod ≥1 e a preferência por açúcar em baixa (A, B, C, D) e alta (E).

RESULTADOS:

Não houve associação significante entre os gêneros em relação à preferência por açúcar nas soluções de suco (Teste Exato de Fischer, p= 0,2150), e em relação ao CPO-D (teste Qui-quadrado, p=0,2789). Para ambas as situações de história de cárie, a preferência da maioria das crianças foi por alta concentração de açúcar (teste Qui-quadrado, p=0,2463).

CONCLUSÃO:

Não foi verificada a associação entre a história de cárie e preferência por açúcar. Não houve associação entre gênero e a preferência por açúcar.

Keywords : Cárie dentária; Epidemiologia; Preferências alimentares; Sacarose.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )