SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 issue4Prevalence of dental caries in patients with intellectual disabilities from the Association of Exceptional Children’s Parents and Friends of Southern BrazilThe Manzi projection: an imaging method used in dentistry for differential diagnosis of atheroma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


RGO - Revista Gaúcha de Odontologia

Print version ISSN 0103-6971On-line version ISSN 1981-8637

Abstract

DEMARCO, Giulia Tarquinio et al. Qual a aplicabilidade clínica das terapias regenerativas na odontologia?. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. [online]. 2017, vol.65, n.4, pp.359-367. ISSN 0103-6971.  http://dx.doi.org/10.1590/1981-863720170002000113112.

Terapias regenerativas vem sendo amplamente desenvolvidas na odontologia e o conhecimento destas novas terapias por parte dos dentistas é importante para que elas sejam incorporadas na rotina clínica odontológica. Assim, este estudo revisou a literatura acerca das terapias regenerativas e suas aplicações clínicas. A engenharia tecidual tem contribuído na mudança do paradigma restaurador das ciências da saúde. Seus pilares embasam as técnicas de regeneração de tecidos e órgãos. Apesar da grande maioria dos estudos neste campo ser in vitro, uma gama de metodologias pré-clínicas foi consolidada e estudos utilizando estes princípios já estão sendo empregados em humanos. A utilização de plasma rico em plaquetas e plasma rico em fibrina como scaffolds naturais em cirurgias para reestabelecimento de tecido ósseo e periodontal são frequentemente relatadas na literatura e ensaios clínicos utilizando esta abordagem demonstram resultados promissores. Células-tronco da polpa dental autólogas já foram aplicadas com sucesso na regeneração de tecido ósseo utilizando scaffold naturais de colágeno em humanos. Além disto, a revascularização do canal radicular já aparece na literatura como uma alternativa promissora frente a opção de apecificação do canal radicular. Esta terapia utiliza como princípio o coágulo sanguíneo como scaffold e a migração das células-tronco da papila apical para regenerar o órgão pulpar. Considerações finais: Apesar de incipientes, as terapias regenerativas já podem ser utilizadas na prática clínica odontológica. O conhecimento dos princípios que regem estas terapias deve ser compreendido pelo dentista para que sejam utilizadas na prática clínica.

Keywords : Fibrina; Plasma rico em plaquetas; Células-tronco; Engenharia tecidual.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )