SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 número3Associação entre Periodontite e HiperglicemiaAnsiedade apresentada por crianças frente ao tratamento odontológico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


RGO - Revista Gaúcha de Odontologia

versão impressa ISSN 1981-8637versão On-line ISSN 1981-8637

Resumo

PAVINATO, Larissa Corrêa Brusco et al. Clínica Materno-Infantil da Faculdade de Odontologia - Universidade de Passo Fundo (UPF): perfil dos pacientes. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. [online]. 2018, vol.66, n.3, pp.205-211. ISSN 1981-8637.  http://dx.doi.org/10.1590/1981-863720180003000023284.

Objetivo:

Caracterizar o perfil do paciente atendido na clínica materno-infantil da FO-UPF.

Métodos:

Avaliaram-se 694 prontuários de 2000 a 2011. As variáveis demográficas (gênero, idade e procedência), clínicas e terapêuticas (experiência odontológica anterior, experiência de cárie, motivo da consulta, procedimentos realizados, número de consultas e conclusão do tratamento), foram coletadas para análise estatística descritiva, e associações.

Resultados:

Observou-se maior procura de atendimento de crianças do gênero masculino (51,4%), com idade entre 25 a 36 meses (61,4%) e que 86% dos pacientes residiam em Passo Fundo-RS. Verificou-se também que, 51% apresentavam cárie e que o principal motivo das consultas foi tratamento da cárie dental (43,2%). Dentre os procedimentos mais realizados, os tratamentos não invasivos (49,4%) foram os mais verificados. Em relação as variáveis estudadas foi encontrada associação entre as crianças que residiam em Passo Fundo, possuíam entre 25 a 36 meses e buscaram atendimento para tratar lesões cariosas.

Conclusão:

Os dados avaliados e associados, permitiram definir o perfil dos pacientes atendidos na clínica materno-infantil: pertencem ao gênero masculino na sua maioria, estão na faixa etária dos 25 a 36 meses, residem na cidade de Passo Fundo, não possuíam experiência odontológica anterior, apresentavam experiência de cárie ao chegar à clínica e a cárie dentária, representou o principal motivo para as consultas. Este estudo traça o perfil do paciente e fortalece a necessidade de programas e propostas para o atendimento ainda mais precoce e preventivo nesta faixa etária, para que se consiga diminuir as necessidades de tratamento e a doença nestas crianças.

Palavras-chave : Odontologia comunitária; Epidemiologia; Odontopediatria.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )