SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67Análise do crescimento e viabilidade celular em membranas de poli (L-ácido láctico-CO-ácido glicólico): um estudo in vitroExperiência da radioterapia em cabeça e pescoço índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


RGO - Revista Gaúcha de Odontologia

versão impressa ISSN 1981-8637versão On-line ISSN 1981-8637

Resumo

NOVAIS JUNIOR, Manoel Itaguacy Leite et al. Desenvolvimento dos caninos permanentes de crianças fissuradas. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. [online]. 2019, vol.67, e20190025.  Epub 13-Jun-2019. ISSN 1981-8637.  http://dx.doi.org/10.1590/1981-86372019000253520.

Objetivo:

Avaliar o desenvolvimento dos caninos permanentes de crianças da Paraíba com fissura labiopalatina utilizando os métodos de Nolla e Demirjian.

Métodos:

Estudo transversal, realizado utilizando uma abordagem indutiva com procedimento estatístico comparativo e técnica de pesquisa por documentação direta. O universo consistiu de todas as crianças atendidas no serviço de ortodontia da Associação Brasileira de Odontologia - Secção Paraíba. A amostra foi composta por 72 pares de radiografias panorâmicas de crianças com e sem fissura labiopalatina, de mesmo gênero e com diferença de idade de até 30 dias, na faixa etária dos 5 aos 13 anos. Assim, foi avaliado o desenvolvimento de 576 dentes caninos. Todas as imagens foram avaliadas por três examinadores devidamente calibrados, ao mesmo tempo, e os estágios de calcificação foram determinados mediante consenso. Nas radiografias panorâmicas foram avaliados os graus de calcificação dos dentes caninos de acordo com a classificação de Nolla e Demirjian.

Resultados:

As médias dos estágios de calcificação foram correspondentemente mais elevadas no grupo caso do que no grupo controle, mostrando atraso de desenvolvimento dos dentes caninos nos pacientes fissurados. Os caninos inferiores apresentaram-se significativamente mais adiantados em relação aos superiores (p < 0,001). Não foram registradas diferenças significativas entre os lados. O desenvolvimento dentário ocorreu precocemente no sexo feminino, mas sem diferença significativa.

Conclusão:

Desta forma, o presente estudo vem colaborar para o aprimoramento dos conhecimentos acerca do desenvolvimento morfológico dos caninos permanentes nos pacientes fissurados. É consolidada a importância da individualização no planejamento ortodôntico, considerando a grande variação e importância do dente canino, tanto no aspecto funcional, como estético.

Palavras-chave : Fissura palatina; Fenda labial; Odontopediatria.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )