SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue3The deforestation along the BR-174 road (Manaus / AM - Boa Vista / RR)Degraded lateritic soils cape and land uses in Birbhum district, West Bengal, India author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sociedade & Natureza

On-line version ISSN 1982-4513

Abstract

PEDROSA, António de Sousa  and  PEREIRA, Andreia. A integração das formações superficiais na modelação e cartografia do risco geormorfológico: o caso da Serra do Marão. Soc. nat. [online]. 2011, vol.23, n.3, pp. 529-543. ISSN 1982-4513.  http://dx.doi.org/10.1590/S1982-45132011000300012.

Na região Noroeste de Portugal, as vertentes de maior declive das áreas montanhosas de substracto granítico e xistento reúnem, frequentemente, características propícias à ocorrência de movimentos em massa, particularmente deslizamentos, fluxos de detritos e processos complexos. Entre os factores de ordem biogefísica que potenciam a probabilidade de ocorrência de movimentos em massa nestes relevos vigorosos destacam-se as suas características estruturais, geológicas e morfológicas. Incidindo sobre as especificidades resultantes deste contexto geomorfológico e climático, o presente trabalho pretende contribuir para o aperfeiçoamento da modelação computacional dos movimentos em massa e para um maior rigor na avaliação da susceptibilidade geográfica da sua ocorrência. Esta avaliação multi-factorial da susceptibilidade face aos movimentos em massa é precursora na investigação portuguesa ao nível da integração computacional sistematizada das formações superficiais, enquanto condicionante de extrema importância para a evolução dinâmica das vertentes. Ainda que o papel das formações superficiais seja amplamente reconhecido pela geomorfologia dinâmica, a verdade é que a inexistência de elementos cartográficos, seja em formato analógico ou digital, tem inibido a sua inclusão nos modelos desenvolvidos em sistemas de Informação geográfica - SIG, traduzindo-se na sua insuficiente acuidade. Visando contribuir para superar esta lacuna, o trabalho de investigação aqui sintetizado partiu da identificação e georreferenciação das formações superficiais presentes nas vertentes da Serra do Marão, designadamente depósitos de vertente periglaciares e tardiglaciares, mantos de alteração e, ainda, depósitos fluvio-aluvionares. Uma vez constituída uma base de dados espacial com a s características das formações superficiais levantadas no terreno, procedeu-se a uma correlação ponderada com os demais factores seleccionados, tendo como objectivo último a cartografia rigorosa da susceptibilidade face aos movimentos em massa na serra do Marão

Keywords : montanhas; geomorfologia; formações superficiais; riscos naturais; SIG.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese