SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2The (re)production social of space of Belo Horizonte and metropolitan region in context of urban-industrial modernization of Minas GeraisComics and the education of an environmental gaze author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sociedade & Natureza

On-line version ISSN 1982-4513

Abstract

RIBEIRO, Fernando Pinto. O paradigma ambiental na globalização neoliberal: da condição crítica ao protagonismo de mercado. Soc. nat. [online]. 2012, vol.24, n.2, pp. 211-226. ISSN 1982-4513.  http://dx.doi.org/10.1590/S1982-45132012000200004.

Este trabalho busca circunscrever os elementos que caracterizam o paradigma ambiental a fim de realçar a condição e a função exercida pelo discurso ambiental sob a égide da globalização neoliberal. Convém mencionar que este paradigma ambiental, ao ser incorporado pelas instituições neoliberais, se fragmenta e passa a comportar duas interpretações divergentes a respeito das perspectivas de desenvolvimento. Acredita-se que o teor desta ruptura preserva o movimento ambiental enquanto movimento social, crítico à economia da superprodução e do superconsumo, mas crente que um desenvolvimento sustentável somente pode ser atingido quando superadas às lógicas do capitalismo. Por outro lado, este paradigma ambiental adquire novo significado, ao ser utilizado como mecanismo de transformação do mercado em vários setores da economia, cuja ideia essencial reside na apropriação do paradigma como meio para sobrevivência das empresas. Em outras palavras, as instituições neoliberais incorporam o discurso ambiental e o conteúdo crítico direcionado às contradições sócio-ambientais trazidas pelo desenvolvimento econômico, e o transformam em ideologia na dispersão de conceitos que gravitam em torno do que denominam de sustentabilidade.

Keywords : Ambientalismo; Paradigma; Desenvolvimento; Sustentabilidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese