SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue2Spatial Analysis of endemic leprosy in the Bayeux (PB, Brazil) based on GIS techniques author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Sociedade & Natureza

On-line version ISSN 1982-4513

Abstract

ROSENDO, Jussara dos Santos  and  ROSA, Roberto. Comparação do estoque de C estimado em pastagens e vegetação nativa de Cerrado. Soc. nat. [online]. 2012, vol.24, n.2, pp. 359-376. ISSN 1982-4513.  http://dx.doi.org/10.1590/S1982-45132012000200014.

As mudanças climáticas constituem uma ameaça para o meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável no mundo. São causadas pelo aumento do efeito estufa acima do nível desejável, principalmente devido aos gases CO2, CH4 e N2O na atmosfera, sendo o CO2 o mais abundante. Os solos são reconhecidamente importantes sumidouros de gases do efeito estufa, especialmente para o CO2. O principal objetivo deste artigo foi comparar o estoque de carbono armazenado em solos sob pastagens e solos sob vegetação nativa de cerrado, na bacia hidrográfica do rio Araguari- MG. A metodologia da pesquisa envolveu as seguintes etapas: seleção das áreas ocupadas com pastagens e Cerrado; coleta de amostras de solo para determinação do estoque de carbono e análises de laboratório. Com apoio de imagens do sensor TM/Landsat5, foram coletadas amostras de solo em campo sob pastagem de brachiaria melhorada, pastagem de brachiaria degradada e cerrado, nas profundidades de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm. Os resultados alcançados mostraram que a pastagem melhorada para a camada de 0 a 20 cm apresentou estoque de carbono de 43,92 Mg C ha-1, enquanto o cerrado 38,05 Mg C ha-1 e a pastagem degradada 34,63 Mg C ha-1, ao passo que à profundidade 20 a 40 cm, a pastagem melhorada atingiu 33,5 Mg C ha-1, o cerrado 26,80 Mg C ha-1 e a pastagem degradada 27,51 Mg C ha-1, o que permite concluir que pastagens bem estabelecidas e manejadas, podem contribuir no aumento da taxa de sequestro de carbono pelo solo. Entretanto, a falta de correção do solo, de adubação de manutenção, de controle de processos erosivos e de manejo adequado, com excesso de lotação (sobrepastejo) têm levado a um estágio de degradação das pastagens cultivadas, o que compromete a capacidade das mesmas de seqüestrar carbono.

Keywords : estoque de C nos solos; pastagens; Cerrado.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese