SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número4Percepção sobre a prática de enfermagem em Centros de Atenção PsicossocialRepresentações sociais da relação auxiliar de enfermagem-usuário no contexto do Programa Saúde da Família índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Gaúcha de Enfermagem

versão On-line ISSN 1983-1447

Resumo

GOIS, Cristiane Franca Lisboa; DANTAS, Rosana Aparecida Spadoti  e  TORRATI, Fernanda Gaspar. Qualidade de vida relacionada à saúde, antes e seis meses após a revascularização do miocárdio. Rev. Gaúcha Enferm. (Online) [online]. 2009, vol.30, n.4, pp.700-707. ISSN 1983-1447.  https://doi.org/10.1590/S1983-14472009000400017.

A cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM) visa melhorar a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS), aliviar sintomas e aumentar a sobrevida. Objetivou-se comparar a QVRS antes e seis meses após CRM e avaliar a sua relação com idade, sexo, escolaridade e estado civil. Estudo descritivo e longitudinal que utilizou o SF-36 para avaliar a QVRS. Entre os 54 sujeitos, 53,7% eram homens, 66,7% casados, com idade média de 57,3+9,7 anos e 5,7+4 anos de escolaridade. Após a CRM as médias dos domínios do SF-36 variaram de 62 a 74,2 sendo o intervalo anterior de 17,1 a 58,1. Homens apresentaram melhor avaliação da QVRS antes e após a CRM do que as mulheres, mas as diferenças foram estatisticamente significantes apenas para Estado geral de saúde e Dor. Não se constatou associação entre QVRS, escolaridade e estado civil. Concluiu-se que a CRM melhorou a QVRS dos participantes.

Palavras-chave : Qualidade de vida; Cirurgia torácica; Revascularização miocárdica.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons