SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número3Educação em saúde no serviço de radiologia: orientações para punção aspirativa de mama e tireóideO cotidiano do homem que convive com a úlcera venosa crônica: estudo fenomenológico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Gaúcha de Enfermagem

versão On-line ISSN 1983-1447

Resumo

COELHO, Mariana et al. Estado de saúde percebido e adesão farmacológica em pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea. Rev. Gaúcha Enferm. [online]. 2013, vol.34, n.3, pp.86-94. ISSN 1983-1447.  https://doi.org/10.1590/S1983-14472013000300011.

Os objetivos foram avaliar o estado de saúde percebido e a adesão farmacológica, e verificar a correlação entre essas medidas em pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea, após alta hospitalar. Trata-se de estudo transversal realizado no período de maio de 2011 a julho de 2012. Utilizaram-se os instrumentos SF-36 e Medida de Adesão aos Tratamentos, com 101 pacientes. Destes, 54 (53,5%) eram homens, a idade média era 59,5±10,3 e 32 (32,7%) haviam passado por tratamento cardíaco prévio. Todos utilizavam medicamentos anti-hipertensivos; 99 (98%) utilizavam antiagregantes plaquetários; 98 (97%), redutores de colesterol e 59 (58,4%), vasodilatadores coronarianos. A média do número de medicamentos utilizados foi 6,8±2,1. A adesão farmacológica foi verificada em 98 (97%) pacientes. Os participantes apresentaram melhor estado de saúde nos componentes "Aspectos sociais" e "Capacidade funcional". Constataram-se correlações positivas e de moderada magnitude entre as medidas de adesão e "Capacidade funcional", "Estado geral de saúde" e "Aspectos sociais". Houve correlação entre adesão farmacológica e estado de saúde percebido.

Palavras-chave : Qualidade de vida; Adesão à medicação; Angioplastia; Enfermagem.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons