SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número3INTERAÇÃO GENÓTIPOS x AMBIENTES EM GENÓTIPOS DE FEIJÃO-CAUPI VERDE ANALISADA VIA MODELOS MISTOSFAMES E ATIVIDADES MICROBIANAS ENVOLVIDAS NA SUPRESSÃO DA PODRIDÃO RADICULAR DA MANDIOCA POR MATÉRIA ORGÂNICA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

BARROSO NETO, ANTÔNIO MOREIRA et al. VARIABILIDADE GENÉTICA E SELEÇÃO DE PROGÊNIES DE FEIJÃO-CAUPI EXTRAPRECOCES. Rev. Caatinga [online]. 2017, vol.30, n.3, pp.698-707. ISSN 0100-316X.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-21252017v30n318rc.

A precocidade é importante para o feijão-caupi por representar a possibilidade de aumentar e/ou estabilizar a produção em regiões com longos períodos de estiagem. Objetivou- se avaliar a variabilidade genética e selecionar progênies de feijão-caupi extraprecoces. Foram avaliadas 15 progênies F3:6 em 2014 e 62 progênies F7 em 2015, juntamente com duas cultivares comerciais em experimentos conduzidos no perímetro irrigado Baixo Acaraú, localizado no município de Marco, CE. Foram avaliados os caracteres: número de dias para o florescimento (NDF), número de dias para a maturação (NDM), altura de planta (ALT), comprimento de vagem (CPV), número de grãos por vagem (NGV), número de grãos por planta (NGP), massa de 100 grãos (M100G) e massa total (MTOT). Os dados foram analisados em DBIL e DBC, segundo a metodologia de modelos mistos, via procedimento REML/BLUP. Foram estimados os componentes de variância e os valores genéticos. Identificou-se variabilidade entre as progênies, alta herdabilidade e elevada acurácia em todos os caracteres avaliados. As progênies apresentaram comportamento superior às testemunhas para NDF e NDM. O arranjo em látice apresentou maior eficiência que o DBC, pelo maior ganho obtido com a seleção nos caracteres NDF, NDM, ALT, NGV, NGP e MTOT. Os genótipos 12, 15, 30, 33, 41, 43 e 52 encontram-se entre os dez superiores, por apresentarem valores genéticos elevados em três ou mais caracteres. Os genótipos 12, 15, 30, 33, 43 e 52 destacam-se como os mais precoces.

Palavras-chave : Vigna unguiculata; Acurácia seletiva; Modelos Mistos; REML/BLUP..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )