SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1DESEMPENHO AGRONÔMICO E EFICIÊNCIA BIOLÓGICA DE COUVE CONSORCIADA COM PLANTAS CONDIMENTARESAVALIAÇÃO ECONÔMICA DA ALFACE ADUBADA COM BIOMASSA DE Calotropis procera EM DUAS ÉPOCAS DE CULTIVO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

SANTOS, Elisangela Maria dos et al. PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE FRUTOS DE MORANGUEIRO ADUBADOS COM BIOFERTILIZANTE BOVINO. Rev. Caatinga [online]. 2019, vol.32, n.1, pp.16-26.  Epub 09-Maio-2019. ISSN 0100-316X.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-21252019v32n103rc.

Objetivou-se avaliar o efeito de diferentes doses de biofertilizante bovino na produtividade e na pós-colheita da cultura do morango em diferentes ambientes de cultivo. O experimento foi desenvolvido, em dois ciclos de produção, em Fortaleza, Ceará. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, arranjados em parcelas subdivididas, onde as parcelas foram três ambientes de cultivo (A1= ambiente protegido do tipo telado, com nebulização com água gelada (temperatura variando entre 18 e 20 °C) e sobre piso branco, A2 = a pleno sol, com nebulização com água gelada e sobre piso branco, A3 = a pleno sol sem nebulização e sobre piso concretado sem pintura) e as subparcelas, cinco doses de biofertilizante (D1=0,0; D2=500; D3= 750; D4=1000; e D5= 1250 mL planta-1. semana-1), com cinco repetições. Nos dois anos, a produtividade foi maior no ambiente protegido do tipo telado, com nebulização e sobre piso branco, na dose de 500 mL semana-1 planta-1 no primeiro ciclo e 325 mL semana-1 planta-1 no segundo ciclo. A dose de biofertilizante bovino de 1250 mL semana-1 planta-1 promovem melhor diâmetro e comprimento do fruto dutante o primeiro ciclo. Durante o segundo ciclo, as doses de biofertilizante bovino de 585 e 620 proporcionam maior comprimento e diâmetro do fruto, respectivamente, no ambiente protegido do tipo telado, com nebulização e sobre piso branco. O ambiente a pleno sol sem nebulização e sobre piso sem pintura, apresentou melhores sólidos solúveis (°Brix) em relação ao ambiente protegido do tipo telado e a pleno sol com nebulização.

Palavras-chave : Fragaria x ananassa duch; Insumo orgânico; Pós-colheita.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )