SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM BANANAL FERTIRRIGADO COM ÁGUA RESIDUÁRIA SANITÁRIA TRATADAAJUSTE DE MODELOS NÃO LINEARES PARA DESCREVER CRESCIMENTO DE CABRAS COM PESAGENS EM DIFERENTES IDADES índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

SOUZA, Flávio Oliveira et al. RELAÇÃO DA METIONINA MAIS CISTINA COM A LISINA EM RAÇÕES PARA JUVENIS DE TAMBAQUI. Rev. Caatinga [online]. 2019, vol.32, n.1, pp.243-250.  Epub 09-Maio-2019. ISSN 0100-316X.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-21252019v32n124rc.

Objetivou-se determinar a relação da metionina mais cistina com a lisina em rações para juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum). Utilizou-se 600 juvenis de tambaqui com pesos iniciais de 0,28 ± 0,08 g e 0,94 ± 0,33 g em delineamento em blocos ao acaso, com seis tratamentos, cinco repetições em dois blocos, e vinte peixes por repetição, durante 45 dias. Os tratamentos foram constituídos de seis rações isolisínicas digestíveis (1,45%), isoenergéticas, isofosfóricas e isocálcicas, contendo diferentes relações de metionina mais cistina com a lisina digestível (50%, 55%, 60%, 65%, 70% e 75%). Avaliaram-se variáveis de desempenho e eficiência alimentar, composição corporal (umidade, proteína e gordura), deposições diárias de proteína e gordura corporais e a eficiência de retenção de nitrogênio. A taxa de crescimento específico e a conversão alimentar apresentaram efeitos quadráticos, com efeitos máximos na relação metionina mais cistina:lisina digestível de 64,4% e 64,8%, respectivamente. O aumento no consumo de metionina mais cistina digestível proporcionou redução linear no teor de gordura corporal com a elevação da relação metionina mais cistina:lisina digestível. As demais variáveis não foram influenciadas pelos tratamentos. A relação metionina mais cistina com a lisina digestível recomendada nas rações para juvenis de tambaqui é de 64,8%.

Palavras-chave : Aminoácidos industriais; Nutrição proteica; Proteína ideal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )