SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número4Fitorremediação de solos contaminados com picloram por Urochloa brizanthaAnálise econômica da adubação nitrogenada em feijoeiro de inverno sob plantio direto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Tropical

versão On-line ISSN 1983-4063

Resumo

CARVALHO, Ana Vânia; MATTIETTO, Rafaella de Andrade; RIOS, Alessandro de Oliveira  e  MORESCO, Karla Suzana. Mudanças nos compostos bioativos e atividade antioxidante de pimentas da região amazônica. Pesqui. Agropecu. Trop. [online]. 2014, vol.44, n.4, pp.399-408. ISSN 1983-4063.  http://dx.doi.org/10.1590/S1983-40632014000400004.

A Embrapa Amazônia Oriental possui um Banco Ativo de Pimenteira com diferentes genótipos do gênero Capsicum, os quais ainda não foram analisados, quanto às suas características funcionais e capacidade antioxidante. Este estudo objetivou determinar os teores de ácido ascórbico, compostos fenólicos, carotenoides totais e a atividade antioxidante total, em frutos imaturos e maduros de genótipos de pimentas Capsicum spp. As concentrações de vitamina C (100,76-361,65 mg 100 g-1 nos frutos imaturos e 36,70-157,76 mg 100 g-1 nos maduros) decresceram com a maturação dos frutos. Carotenoides totais não foram detectados nos frutos imaturos, porém, nos frutos maduros, observaram-se valores de 73,80-1349,97 µg g-1, em função do genótipo. Os teores de compostos fenólicos aumentaram nos frutos maduros (147,40-718,64 mg GAE 100 g-1), para oito dos nove genótipos avaliados. Os frutos de pimenteira apresentaram significativa atividade antioxidante (55,02-92,03 µM trolox g-1 nos frutos imaturos e 39,60-113,08 µM trolox g- 1 nos maduros). Concluiu-se que o grau de maturação dos frutos influenciou nos teores de compostos bioativos dos genótipos estudados. Destacaram-se, como genótipos promissores com potencial para serem utilizados em programas de melhoramento genético, IAN186301 e IAN-186324, pelos altos teores de carotenoides totais; IAN-186301, IAN-186311, IAN-186312 e IAN-186313, com relação às altas concentrações de ácido ascórbico; IAN-186304 e IAN-186311, pelos altos teores de compostos fenólicos; e IAN-186311, para atividade antioxidante.

Palavras-chave : Capsicum L.; ácido ascórbico; carotenoides; fenóis.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons