SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número3Seletividade de pesticidas utilizados em arroz sobre Telenomus podisi e Trichogramma pretiosumAzospirillum brasilense afeta a atividade antioxidante e o teor de pigmentos foliares de Urochloa ruziziensis sob déficit hídrico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Tropical

versão On-line ISSN 1983-4063

Resumo

PINHEIRO, Daniel Teixeira et al. Germinação e ação antioxidante em sementes de melão submetidas a estresse salino. Pesqui. Agropecu. Trop. [online]. 2016, vol.46, n.3, pp.336-342. ISSN 1983-4063.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-40632016v4640431.

A salinidade tem influência em todas as etapas da germinação e pode afetar consideravelmente o estabelecimento de plântulas em campo. Objetivou-se avaliar os efeitos do estresse salino no potencial fisiológico de sementes de melão (Cucumis melo L.). Foram avaliadas a germinação e a atividade das enzimas superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e peroxidase (POX), nos potenciais osmóticos de 0,0 MPa; -0,1 MPa; -0,2 MPa; -0,3 MPa; -0,4 Mpa; e -0,5 MPa. A atividade enzimática foi avaliada após 24 h, 48 h e 72 h de embebição. A germinação das sementes foi nula no potencial de -0,5 MPa e de 91 % e 85 %, respectivamente nos potenciais de -0,1 MPa e -0,2 MPa. De maneira geral, a atividade das enzimas SOD, CAT e POX aumentou com a indução do estresse salino, nos diferentes tempos de embebição, sendo que esses aumentos foram mais evidentes nos potenciais de -0,4 MPa e -0,5 MPa. O estresse salino induzido por NaCl reduz a germinação de sementes de melão, principalmente a partir do potencial de -0,2 MPa. Ocorre aumento significativo na atividade das enzimas SOD, CAT e POX, principalmente após 48 h de exposição.

Palavras-chave : Cucumis melo L.; enzimas; salinidade; sódio.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )