SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1POLÍTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E REPERCUSSÕES NO RIO GRANDE DO SULINTEGRAÇÃO DO MERCADO IMOBILIÁRIO E SEGUNDA RESIDÊNCIA – BRASIL METROPOLITANO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mercator (Fortaleza)

versão On-line ISSN 1984-2201

Resumo

FREDERICO, Samuel. CIRCUITO ESPACIAL PRODUTIVO DO CAFÉ E O JOGO DE ESCALAS. Mercator (Fortaleza) [online]. 2014, vol.13, n.1, pp.37-48. ISSN 1984-2201.  http://dx.doi.org/10.4215/RM2014.1301.0003.

Desde a década de 1990, a adoção da ideologia e das políticas neoliberais provocaram grandes transformações nas dinâmicas produtivas e na relação entre os agentes do circuito espacial produtivo do café brasileiro. Alterações no papel do Estado permitiram o aumento do poder e da escala de ação de grandes empresas torrefadoras e tradings, em detrimento, sobretudo, dos pequenos produtores. Dessa forma, o artigo tem como objetivo analisar as relações de poder entre os agentes que compõem o circuito espacial produtivo do café e suas respectivas escalas geográficas de ação. Para isso, parte-se de uma discussão sobre a definição e a articulação dos conceitos de circuito espacial produtivo e escala geográfica, para depois analisar a ascendência da regulação corporativa na cafeicultura e as alternativas de produção de cafés especiais desenvolvidas por alguns produtores.

Palavras-chave : Circuito espacial produtivo; Escala geográfica; Globalização; Cafeicultura.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )