SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1TENDÊNCIA DE TEMPERATURA NA SUPERFÍCIE DO MAR NOS OCEANOS ATLÂNTICO E PACÍFICO E VARIABILIDADE DE PRECIPITAÇÃO EM PERNAMBUCOCONDICIONAMENTO ESTRUTURAL DO RELEVO NO NORDESTE SETENTRIONAL BRASILEIRO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mercator (Fortaleza)

versão On-line ISSN 1984-2201

Resumo

COSTA, Diógenes Félix da Silva; ROCHA, Renato de Medeiros  e  CESTARO, Luiz Antonio. ANÁLISE FITOECOLÓGICA E ZONAÇÃO DE MANGUEZAL EM ESTUÁRIO HIPERSALINO. Mercator (Fortaleza) [online]. 2014, vol.13, n.1, pp.119-126. ISSN 1984-2201.  http://dx.doi.org/10.4215/RM2014.1301.0009.

O manguezal é um ecossistema costeiro de grande importância ecológica, apresentando elevada fragilidade frente aos processos naturais e às intervenções humanas na zona costeira. A pesquisa em questão tem por objetivo analisar a relação entre a distribuição das espécies de mangue e os parâmetros geoquímicos da água e do solo no estuário do rio Apodi-Mossoró, localizado no litoral setentrional do Rio Grande do Norte, que é um estuário hipersalino. Para a caracterização da vegetação foram utilizados dados florísticos e estruturais amostrados ao longo do estuário, os quais foram relacionados com dados de salinidade da água e do solo. Os resultados indicam que a salinidade atua como fator limitante na distribuição das espécies de mangue ao longo do estuário, devendo esse parâmetro ser levado em consideração quando da elaboração de planos de gerenciamento e recuperação ambiental no estuário em análise.

Palavras-chave : Manguezal; Estuário; Hipersalinidade; Fitogeografia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )