SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 issue3Design of antiseptic formulations containing extract of Plinia caulifloraFormulation and evaluation of bi-layer floating tablets of ziprasidone HCl and trihexyphenidyl HCl author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences

Print version ISSN 1984-8250

Abstract

LONGHI, Joy Ganem; PEREZ, Elisa; LIMA, Jair José de  and  CANDIDO, Lys Mary Bileski. In vitro evaluation of Mucuna pruriens (L.) DC. antioxidant activity. Braz. J. Pharm. Sci. [online]. 2011, vol.47, n.3, pp. 535-544. ISSN 1984-8250.  http://dx.doi.org/10.1590/S1984-82502011000300011.

A Mucuna pruriens (L). Dc é uma planta da família Fabaceae, conhecida popularmente como feijão-veludo, fava-coceira, feijão chiporro, mucuna, entre outros. Possui diversas propriedades medicinais, entre elas, o tratamento da doença de Parkinson (DP). Estudos internacionais vêm demonstrando que essa planta possui atividade superior à do fármaco levodopa para o tratamento da DP. O presente estudo avaliou a possibilidade da atividade antioxidante dessa planta auxiliar nesses resultados, uma vez que as células nervosas são altamente sensíveis às substâncias oxidativas. Para isto foi quantificada a concentração fenólica da semente da mucuna e os testes empregados para a avaliação da atividade antioxidante foram o teste de redução do complexo fosfomolibdênio, redução do radical 1,1-difenil-2-picril-hidrazil (DPPH) e a formação do radical monocatiônico ABTS•+, proveniente do ácido [2-2'-azino-bis(3-etil-benzolina-6-sulfonado)]. Essa análise demonstrou que M. pruriens possui alta capacidade antioxidante, no entanto, não superior à levodopa isolada e, portanto, novos estudos devem ser realizados para a elucidação da atividade dessa planta em seres humanos.

Keywords : Mucuna pruriens; Antioxidante; Compostos fenólicos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English