SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue4Are floristic composition, richness and life forms of aquatic macrophytes affected by the dam-river gradient of the Sobradinho Reservoir? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Rodriguésia

Print version ISSN 0370-6583On-line version ISSN 2175-7860

Abstract

MOREIRA, Suzana Neves; POTT, Arnildo; POTT, Vali Joana  and  DAMASCENO-JUNIOR, Geraldo Alves. Estrutura da vegetação de lagoa associada à vereda no Cerrado brasileiro. Rodriguésia [online]. 2011, vol.62, n.4, pp.721-729. ISSN 0370-6583.  http://dx.doi.org/10.1590/S2175-78602011000400002.

Este é o primeiro levantamento de macrófitas aquáticas em lagoa de Vereda. Foi estudada uma lagoa associada à Vereda em Terenos, MS, em períodos de seca e cheia, para avaliar a estrutura das comunidades vegetais e a relação entre distribuição das espécies e a profundidade da água. A amostragem foi realizada em cinco transecções permanentes, ao longo das quais, a cada 5 m, foram dispostas unidade amostrais de 1 m2 e estimada visualmente a cobertura por espécie, solo exposto, material morto, água exposta e profundidade da água. Houve variação no número de espécies entre os períodos seco e chuvoso, no qual a forma de vida predominante foi anfíbia. Foram registradas 77 espécies, 49 gêneros e 31 famílias. As famílias com maior riqueza foram Poaceae (15 espécies), Cyperaceae (11) e Asteraceae e Lentibulariaceae (4) e os gêneros mais ricos, Rhynchospora, Utricularia e Eleocharis (4) e Aeschynomene, Bacopa, Ludwigia e Panicum (3). São mencionadas seis novas ocorrências em relação à última listagem da flora do Cerrado. Eleocharis acutangula foi a espécie com maior cobertura (cheia e seca), seguida por Bacopa reflexa (cheia), Paspalum lenticulare (cheia e seca), Leersia hexandra (cheia e seca) e Sagittaria rhombifolia (cheia e seca). Algumas espécies distribuem-se preferencialmente em profundidades menores, outras em locais mais profundos e algumas não tem padrão. Heliotropium filiforme e Ludwigia nervosa foram as únicas espécies encontradas apenas no período seco, enquanto no período chuvoso, como esperado, as espécies exclusivas foram, na sua maioria, as verdadeiramente aquáticas.

Keywords : fitossociologia; lagoa temporária; macrófita aquática; vegetação aquática.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )