SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 issue3Seedling morphology of Martiodendron excelsum and its systematic relevance in Dialiinae (Leguminosae, "Caesalpinioideae”) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Rodriguésia

On-line version ISSN 2175-7860

Abstract

MARCATI, Carmen Regina; LONGO, Leandro Roberto; WIEDENHOEFT, Alex  and  BARROS, Claudia Franca. Anatomia comparada da madeira de raiz e caule em Citharexylum myrianthum (Verbenaceae). Rodriguésia [online]. 2014, vol.65, n.3, pp.567-576. ISSN 2175-7860.  http://dx.doi.org/10.1590/2175-7860201465301.

A anatomia da madeira da raiz e do caule de Citharexylum myrianthum (Verbenaceae) que ocorre em uma área de floresta estacional semidecídua próximo à cidade de Botucatu (22º52’20”S e 48º26’37”W), estado de São Paulo, Brasil, foi estudada. Camadas de crescimento distintas, demarcadas por anel semi-poroso e faixas marginais de parênquima axial foram observadas em ambos os órgãos. As características qualitativas observadas tanto em raiz quanto em caule foram: espessamentos helicoidais finos e placas de perfuração simples e múltiplas em elementos de vaso; grandes quantidades de parênquima axial nos anéis de crescimento, em faixas marginais a confluente formando faixas irregulares no lenho inicial a aliforme losangular no lenho tardio; células do parênquima axial bifurcadas, com projeções e ondulações na parede; fibras septadas; fibras bifurcadas e com diversas terminações. Na análise quantitativa comparativa entre raiz e caule foi aplicado teste t-student que mostrou diferenças significativas na frequência e diâmetro de vasos; comprimento dos elementos de vaso; altura dos raios; índices de vulnerabilidade e mesomorfia. A madeira da raiz teve menor frequência de vasos, vasos com menor diâmetro e elementos mais longos, e raios mais altos. Os índices de vulnerabilidade e mesomorfia indicaram que as plantas de C. myrianthum são mesomórficas. As raízes parecem estar mais susceptíveis ao estresse hídrico do que os caules.

Keywords : anatomia da madeira; floresta estacional semidecídua; xilema secundário.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License