SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70Increasing biogeographical knowledge of Pleurophora pulchra (Lythraceae) with conservation biology approachMolecular markers indicate the phylogenetic identity of southern Brazilian sea asparagus: first record of Salicornia neei in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Rodriguésia

Print version ISSN 0370-6583On-line version ISSN 2175-7860

Abstract

BROTTO, Marcelo Leandro; UHLMANN, Alexandre; BLUM, Christopher Thomas  and  RODERJAN, Carlos Vellozo. Riqueza e endemismo de Lauraceae no Paraná: aspectos fitogeográficos e áreas prioritárias para a conservação. Rodriguésia [online]. 2019, vol.70, e03032017.  Epub Aug 08, 2019. ISSN 0370-6583.  http://dx.doi.org/10.1590/2175-7860201970044.

Lauraceae está entre as três principais famílias do componente arbóreo das florestas no Paraná, sendo elemento frequente nos estudos fitossociológicos e biogeográficos. Apesar disso, a família continua insuficientemente conhecida no estado. Nossos objetivos foram: reconhecer as espécies de Lauraceae no Paraná, relacionando-as com as unidades fitogeográficas; mapear as regiões com maior riqueza de espécies e concentração de endemismos; identificar áreas de complementaridade e compará-las com as áreas prioritárias para conservação. Para isso, nós utilizamos registros de coleções de 23 herbários nacionais, totalizando 3.332 espécimes analisados, plotando suas coordenadas no mapa fitogeográfico do estado. Constatamos que no Paraná ocorrem 76 espécies, das quais onze são citadas pela primeira vez no estado. A Floresta Ombrófila Densa abrange o maior número de espécies (59 spp.), seguida pela Floresta Ombrófila Mista (31 spp.), Floresta Estacional Semidecidual (23 spp.), Savana (9 spp.) e Estepe (2 spp.). As regiões da Serra do Mar e Vale do Ribeira apresentam a maior riqueza e endemismo. O Parque Estadual das Lauráceas é uma unidade de conservação estratégica, pois abriga dois terços das espécies paranaenses, com sete endêmicas.

Keywords : áreas prioritárias; biogeografia; complementaridade; endemismo; Mata Atlântica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )