SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1Evaluation of the determinants of facial profile aestheticsOrthodontic treatment plan changed by 3-D images índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Dental Press Journal of Orthodontics

versión On-line ISSN 2176-9451

Resumen

FEU, Daniela et al. Percepção das alterações no plano gengival na estética do sorriso. Dental Press J. Orthod. [online]. 2011, vol.16, n.1, pp. 68-74. ISSN 2176-9451.  http://dx.doi.org/10.1590/S2176-94512011000100011.

OBJETIVO: esse estudo analisou a percepção de 80 profissionais de Odontologia e 80 indivíduos leigos, pacientes de consultórios particulares e da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Espírito Santo, quanto à presença de alterações no plano gengival. MÉTODOS: a fotografia de uma mulher jovem sorrindo foi digitalmente modificada, produzindo alterações simétricas na altura gengival dos incisivos centrais e incisivos laterais, tornando o plano gengival progressivamente ascendente. Foi solicitado que os indivíduos escolhessem a foto mais agradável e, depois disso, o entrevistador questionava o indivíduo para verificar se o mesmo sabia o que estava sendo alterado na sequência de fotos, ou seja, se identificava as alterações feitas no plano gengival. RESULTADOS: os resultados mostraram que houve uma prevalência significativa na seleção do plano gengival harmonioso no grupo de dentistas e de pacientes (p<0,001; p<0,05, respectivamente) e que não houve diferenças significativas entre as especialidades integrantes do grupo de dentistas (p=0,538), o que aconteceu no grupo de leigos (p=0,05), demonstrando maior percepção do grupo de pacientes de consultório. A identificação da alteração no plano gengival foi significativa no grupo de dentistas (p<0,001) sem diferenças significativas dentre as especialidades do grupo, e não foi significativa no grupo de leigos (p=0,100). Foi evidenciada também uma identificação do problema significativamente superior no grupo de dentistas em relação ao grupo de leigos (p<0,001). CONCLUSÃO: concluiu-se, portanto, que alterações simétricas acima de 2mm podem ser percebidas por dentistas e leigos, que não existem diferenças nessa percepção entre as especialidades odontológicas estudadas e que o grupo de pacientes de consultório foi significativamente mais perceptivo que os pacientes da UFES.

Palabras llave : Ortodontia; Estética dentária; Plano gengival.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · pdf en Inglés | Portugués