SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue5Comparative cephalometric study of dentofacial patterns of individuals with normal occlusion and Angle malocclusionsCephalometric analysis of the upper airways of Class III patients subjected to orthosurgical treatment author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Dental Press Journal of Orthodontics

On-line version ISSN 2176-9451

Abstract

MORESCA, Ricardo; MORO, Alexandre; DOMINGUEZ, Gladys Cristina  and  VIGORITO, Julio Wilson. Efeitos dos fios de nivelamento de níquel-titânio e de aço inoxidável na posição dos incisivos inferiores. Dental Press J. Orthod. [online]. 2011, vol.16, n.5, pp. 74-81. ISSN 2176-9451.  http://dx.doi.org/10.1590/S2176-94512011000500012.

OBJETIVO: estudar os efeitos do nivelamento realizado com fios de NiTi termoativado e de aço inoxidável, avaliando-se as possíveis alterações na posição dos incisivos inferiores, em casos com extrações, correlacionando com o tempo de tratamento. MÉTODOS: a amostra foi composta de 36 indivíduos, de ambos os sexos, leucodermas brasileiros, com idade média inicial de 15 anos e 5 meses, portadores de más oclusões de Classes I e II, distribuídos em dois grupos. No Grupo 1 (n=17), o nivelamento foi realizado com a sequência 1, utilizando-se três fios - 0,016" e 0,019"x0,025" de NiTi termoativado, e 0,019"x0,025" de aço inoxidável. No Grupo 2 (n=19), foi testada a sequência 2, na qual foram utilizados apenas fios de aço inoxidável (0,014"; 0,016"; 0,018"; 0,020" e 0,019"x0,025" com torque passivo nos incisivos inferiores). Os dados foram coletados utilizando-se o método cefalométrico computadorizado e comparados pelo teste t de Student com o nível de significância de 5%. RESULTADOS: no Grupo 1, os incisivos inferiores inclinaram-se para lingual, com movimento significativo apenas da coroa (1,6mm). No Grupo 2, os incisivos inferiores permaneceram estáveis. Não houve alteração vertical em nenhum dos grupos. CONCLUSÕES: a sequência 2 proporcionou um melhor controle dos incisivos inferiores, não alterando suas posições iniciais, enquanto a sequência 1 permitiu a expressão do torque da prescrição utilizada, levando a uma inclinação lingual desses dentes. O tempo de tratamento foi menor utilizando-se a sequência 1. As variações biomecânicas estudadas apresentaram vantagens e desvantagens que devem ser conhecidas e ponderadas pelo ortodontista no planejamento do caso.

Keywords : Nivelamento; Fios ortodônticos; Biomecânica.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese