SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número71Hans Kelsen - A Recepção da "Teoria Pura" na América do Sul, Particularmente no BrasilOs Direitos Humanos e o Estado "natural" de Fundamentação dos Direitos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sequência (Florianópolis)

versão impressa ISSN 0101-9562versão On-line ISSN 2177-7055

Resumo

KOZICKI, Katya  e  ARAUJO, Eduardo Borges. Um Contraponto Fraco a um Modelo Forte: o Supremo Tribunal Federal, a última palavra e o diálogo. Sequência (Florianópolis) [online]. 2015, n.71, pp.107-132. ISSN 2177-7055.  https://doi.org/10.5007/2177-7055.2015v36n71p107.

O presente artigo pretende analisar criticamente as características do modelo brasileiro de controle de constitucionalidade, discutindo o alegado protagonismo do Supremo Tribunal Federal e apostando no diálogo institucional entre os poderes na interpretação da constituição. Além da introdução e da conclusão, a estrutura deste trabalho é composta de três outros tópicos. Caberá ao primeiro resgatar o histórico da concentração de poderes, promovida pela Constituição Federal de 1988 e pelas legislações posteriores em torno da Corte, cuja atuação será criticada no segundo tópico. No terceiro, será trazida a proposta do diálogo e, por fim, serão traçadas as conclusões, atentando ao perverso efeito da ausência de diálogo entre Poderes Judiciário e Legislativo.

Palavras-chave : Supremo Tribunal Federal; Modelos de Controle de Constitucionalidade; Diálogo Institucional..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )