SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Investigando os distúrbios de aquisição de linguagem a partir das queixasDesempenho de escolares com dislexia, transtornos e dificuldades de aprendizagem em provas de habilidades metafonológicas (PROHFON) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 2179-6491

Resumo

COSTA, Ranilde Cristiane Cavalcante; SOUZA, Thaís Nobre Uchôa  e  AVILA, Clara Regina Brandão de. Sensibilidade fonológica para rima e aliteração em pré-escolares com transtorno fonológico. J. Soc. Bras. Fonoaudiol. [online]. 2011, vol.23, n.2, pp.129-134. ISSN 2179-6491.  http://dx.doi.org/10.1590/S2179-64912011000200009.

OBJETIVO: Caracterizar o desempenho de um grupo de pré-escolares com transtorno fonológico em tarefas metafonológicas de identificação e produção dos segmentos de rima e aliteração fonológica. MÉTODOS: Participaram 56 pré-escolares de ambos os gêneros, na faixa etária entre 4 e 6 anos de idade, distribuídos em: Grupo Pesquisa, composto por 28 pré-escolares com Transtorno Fonológico; e Grupo de Comparação, composto por 28 pré-escolares com fala normal e sem quaisquer queixas relacionadas à comunicação oral. Foram aplicados: Teste de Linguagem Infantil ABFW - Fonologia; tarefas de identificação e produção de rimas e aliterações, contidas no Teste de Consciência Fonológica: Instrumento de Avaliação Sequencial - CONFIAS. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: Os pré-escolares com transtorno fonológico mostraram pior desempenho geral de sensibilidade fonológica. Em ambos os grupos, os pré-escolares tiveram mais acertos com o segmento de aliteração e não houve diferença de desempenho entre as tarefas de identificação e produção. No segmento de rima, os pré-escolares apresentaram melhor desempenho na tarefa de identificação. Já no segmento de aliteração, apresentaram melhor desempenho de produção. A produção de rima foi a tarefa mais difícil e a produção de aliteração foi a tarefa mais fácil. CONCLUSÃO: Pré-escolares com transtorno fonológico têm pior desempenho em sensibilidade fonológica do que crianças com fala normal. No entanto, ambos os grupos apresentam melhor desempenho com o segmento de aliteração e não possuem diferenças entre tarefas de identificação e produção.

Palavras-chave : Distúrbios da fala; Pré-escolar; Transtornos da articulação; Transtornos da linguagem; Linguagem infantil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons