SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número3Estudo sobre a fidedignidade de dados na avaliação pragmática em crianças com desenvolvimento típico de linguagemDistúrbios da voz em docentes: revisão crítica da literatura sobre a prática da vigilância em saúde do trabalhador índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 2179-6491

Resumo

BAGETTI, Tatiana; CERON, Marizete Ilha; MOTA, Helena Bolli  e  KESKE-SOARES, Márcia. Mudanças fonológicas após aplicação de abordagem terapêutica baseada em traços distintivos no tratamento do desvio fonológico. J. Soc. Bras. Fonoaudiol. [online]. 2012, vol.24, n.3, pp.282-287. ISSN 2179-6491.  http://dx.doi.org/10.1590/S2179-64912012000300015.

Este estudo teve como objetivo comparar as mudanças fonológicas decorrentes da aplicação de uma abordagem de terapia fonoaudiológica baseada em traços distintivos, utilizando dois tipos de sons-alvo (que enfatizam o contraste e que enfatizam o reforço de traços distintivos) no tratamento do desvio fonológico. A amostra foi constituída por sete crianças (quatro meninos e três meninas) com desvio fonológico, com idades entre 3 anos e 10 meses e 6 anos e 9 meses. As crianças foram classificadas de acordo com o grau do desvio fonológico e posteriormente, foram submetidas ao tratamento por meio do Modelo de Oposições Máximas Modificado. Em cada grau foram agrupados dois sujeitos, sendo que um foi tratado pelo "contraste" e o outro pelo "reforço" dos traços distintivos que apresentavam dificuldade. Somente o grau moderado-severo foi composto por apenas um sujeito. Após 20 sessões terapêuticas foram analisadas as mudanças fonológicas pré e pós-tratamento, considerando-se a forma de apresentação do estímulo ("contraste" e "reforço"). Todos os sujeitos tratados pelo "contraste" e pelo "reforço" apresentaram aumento no Percentual de Consoantes Corretas, no número de sons adquiridos e nas generalizações em seus inventários fonológicos. Verificou-se que ambos os grupos apresentaram mudanças em seus inventários fonológicos. Na análise comparativa entre os grupos foi observado que os dois grupos, tratados pelo "contraste" e pelo "reforço", demonstraram diferenças em relação aos tipos de generalizações apresentadas.

Palavras-chave : Fala; Distúrbios da fala; Transtorno da articulação; Fonoterapia; Criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons