SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24Decomposition and Microbial Activity of Forest Floor Litter in the South of Espírito SantoVegetative Phenology and Growth of Cedrela fissilis in Atlantic Forest, Southern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Floresta e Ambiente

Print version ISSN 1415-0980On-line version ISSN 2179-8087

Abstract

CORREIA, Jean; FANTINI, Alfredo  and  PIAZZA, Geferson. Equações Volumétricas e Fator de Forma e de Casca para Florestas Secundárias do Litoral de Santa Catarina. Floresta Ambient. [online]. 2017, vol.24, e20150237.  Epub Apr 10, 2017. ISSN 1415-0980.  http://dx.doi.org/10.1590/2179-8087.023715.

As florestas secundárias, predominantes em Santa Catarina, apresentam alto potencial para produção sustentável de madeira, entretanto faltam informações para estimar sua produtividade. Este estudo teve o objetivo de gerar equações de volumes de fuste e total (incluindo galhos), além dos fatores de forma e de casca, para florestas secundárias da Floresta Ombrófila Densa do Estado. Foram cubadas 187 árvores pelo método de Smalian e testados seis modelos volumétricos, utilizando-se análise de regressão, todos com resultados satisfatórios, destacando-se o de Schumacher-Hall (linearizado). As equações recomendadas para estimar o volume total com e sem casca são, respectivamente, ln(vt) = - 10,045586 + 2,349493*ln(dap) + 0,640598*ln(ht) e ln(vt) = - 10,206982 + 2,348857*ln(dap) + 0,634736*ln(ht), e para os volumes do fuste com e sem casca, respectivamente, ln(vf) = - 9,285656 + 2,100113*ln(dap) + 0,665269*ln(hf) e ln(vf) = - 9,504432+ 2,140098*ln(dap) + 0,637631*ln(hf). O fator de forma normal estimado é 0,8027, enquanto o fator de casca é 0,9301.

Keywords : volumetria; Mata Atlântica; dendrometria e inventário florestal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )